Vacinas contra variantes: a corrida para os não vacinados

É assim que podemos resumir o futuro desta pandemia, pelo menos nos próximos meses. Pode surgir por conta própria, porque não há pessoas suficientes para alcançá-lo, ou pode tirar vantagem do fato de que pessoas não vacinadas em países ricos muitas vezes expõem comunidades vulneráveis ​​a surtos – podem ser, digamos, pessoas agrupadas por afinidades ou mais em certas áreas.

Nestes países com elevada taxa de vacinação, o destino da pandemia depende sobretudo das estatísticas, Resume uma reportagem da revista oceano Atlântico. Haverá inevitavelmente casos de pessoas vacinadas infectadas, mas serão os não vacinados que desempenharão um papel crucial. E a Grã-Bretanha pode servir de arauto: ela, tendo precedido rapidamente outros países ricos com sua campanha de vacinação, não pôde evitá-lo, já que um mês desde que a variante delta passou a prevalecer ali, o número de casos multiplicado por seis e hospitalização Duplo.

Por outro lado, o vírus está em constante mutação, portanto, quanto maior a “chance” de propagação desse coronavírus, maior o risco de surgimento de uma variante mais transmissível. Ninguém pode colocar uma possibilidade nisso. Mas a era atual tem uma vantagem sobre as epidemias anteriores: os cientistas nunca tiveram essa capacidade de analisar genomas de vírus em tempo real na prática. Portanto, no dia em que uma variante mais problemática começar a circular, ela será conhecida em breve.

Claramente, este permanece o caso para todos os outros países: apenas 11% da população mundial duas doses da vacina; Quase 1% no continente africano. Como disse o diretor da Organização Mundial de Saúde em abril: “Você não pode apagar um incêndio se pulverizar apenas uma parte dele.”

READ  Ciências. Neandertais podem ouvir e falar como nós

Todos os fatores que iriam irritar quem sonhava em se livrar do focinho no final do verão …

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *