Uma base militar chinesa no Atlântico é “uma grande preocupação”, diz Lisboa – EURACTIV.com

O ministro da Defesa português, João Gomez Cravenio, disse, durante uma entrevista, que não seria necessária a presença de uma base militar chinesa no Oceano Atlântico, e tal hipótese suscitaria grande preocupação. Um seminário Organizado pelo Conselho da União Europeia em cooperação com o German Marshall Fund dos Estados Unidos, acrescentando que, “ Não boa ideia“Para transformar a região em um cenário” Conflito geopolítico ».

Questionado sobre uma possível presença militar chinesa no Atlântico, o Sr. Gomez Cravenio respondeu que não seria necessário, acrescentando que não havia recebido qualquer indicação sobre a concretização dessa ideia.

«Os desafios do Oceano Atlântico não exigem que um país não atlântico estabeleça aí uma base[militaire]Ele continuou.

«Com toda a honestidade, a criação [d’une base militaire chinoise dans l’océan Atlantique] Isso causaria grande preocupação. Não achamos que seja necessário. Caso isso se concretize, trabalharemos em estreita colaboração com os nossos parceiros, no respeito pela sua soberania e decisões soberanas, para explicar que transformar o Oceano Atlântico num cenário de conflito geopolítico não é uma boa ideia. . »

Juncker: A União Europeia deveria ser “menos ingênua” com a China

O ex-presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, acredita que a União Europeia deveria ser “Menos créduloCom a China, confirmando que “Os europeus deveriam organizar melhor suas relações. ”Com outras potências estrangeiras.

Segundo o ator português, é necessário ”Desmistificar a ideia“De acordo com o que é o objetivo europeu de independência estratégica é”Separando os Estados Unidos da Europa».

Pelo contrário, para muitos dentro do bloco, “Autonomia estratégica [est] Reconhecimento da necessidade de a União Europeia ser capaz de agir por conta própria quando o faz por conta própria; Atuar sozinho quando não for possível cooperar com a OTAN, os Estados Unidos e outros parceiros».

See also  Está tudo bem quando termina entre José Mourinho e Henrikh Mkhitaryan

«Qualquer tentativa de usar o conceito de independência estratégica para se distanciar da OTAN seria inútil.“E a”Você não receberá apoio dos estados membros“Ele completou.

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *