Ucrânia: a reação dos EUA às propostas russas é “positiva” (Putin)

Moscou | O presidente russo, Vladimir Putin, descreveu na quinta-feira a reação de Washington às propostas de segurança de Moscou como “positiva”, que em particular exigia que a Otan e os Estados Unidos interrompessem seu apoio militar à Ucrânia.

“No momento em que estamos testemunhando uma reação positiva, nossos parceiros americanos nos dizem que estão prontos para iniciar essa discussão, essas negociações, desde o início do ano em Genebra”, disse Putin em entrevista coletiva. A futura expansão da OTAN era “inaceitável” para a Rússia.

Ocidentais acusam Moscou de tendências agressivas contra Kiev, já que o exército russo reuniu dezenas de milhares de soldados na fronteira com a Ucrânia, parte de cujo território a Rússia já anexou.

Moscou, que pelo contrário afirma querer garantir a sua segurança face às “provocações” de Kiev e do Ocidente, apresentou na semana passada dois tratados, um dirigido aos Estados Unidos e outro à OTAN, resumindo as suas reivindicações. Acalmar.

Esses textos proíbem a expansão da OTAN para incluir a Ucrânia em particular e limitam a cooperação militar ocidental na Europa Oriental e na ex-União Soviética, sem impor medidas semelhantes à Rússia.

“A bola está do lado deles. Eles devem nos responder”, disse Vladimir Putin na quinta-feira, destacando que já foram nomeados representantes para as negociações em Genebra no início de 2022. “Espero que a situação evolua nessa direção”, ele adicionou.

See also  Quem receberá o apoio da população no conflito entre creches?

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *