Traduzido por Amanda Gorman: Progressive Victim of Progressive

Vamos colocar um arquivo Aviso de choque Antes das legendas em preto com branco? Amanda Gorman, que é afro-americana, recebeu seu poema A colina que escalamos Quando Joe Biden foi empossado, ativistas negros o trataram como sua propriedade. No contexto de Toronto, de Yolanda Bonnell, os críticos brancos estão proibidos de comentar sobre seu programa que representa a cultura Ojibway.

Na Holanda, a editora escolheu o romancista de Mejulenhoff, Marek Lucas Reinfeld, tradutor de Amanda Gorman. Os autores têm pontos em comum: juventude e ativismo progressista – Rijnfeld também escolheu o primeiro nome Lucas. Esta tradução pode representar uma convergência de lutas: Gorman luta por questões raciais ou marginalização e leva em consideração a luta de Regenfeld pelo reconhecimento de uma identidade não sexual. Isso ilustra ainda mais a escolha do holandês, que admite não falar inglês fluentemente. Ficaremos surpresos ou não …

Essa escolha apresentava o risco de trair o trabalho de Amanda Gorman, mas ela o aceitava em favor da intersecção das lutas. Por outro lado, a pressão da jornalista e ativista holandesa Janice Deol constitui uma negação da propriedade, pois ela rejeita o testamento de Amanda Gorman e considera que somente as mulheres negras podem traduzi-lo, mesmo que suas culturas sejam profundamente diferentes. Sua coluna foi publicada em 25 de fevereiro na Volkswagen Krant com o título ” Tradutor Branco da Poesia de Amanda Gorman: Incompreensível! »E questionamentos, porém, sobre o real motivo das críticas.

Neste artigo, Deul propõe vários nomes sem submeter um pedido; Mas ela também se apresenta falando sobre seus estudos em literatura, e seus centros de interesse são os mesmos de Gorman, tanto que o palco poderia ter sido assinado por “Tradutor Perfeito!” ”

READ  Onda de calor: a maior exceção para junho

Racismo confisca textos de autores negros

Segundo Diol, é “uma escolha incompreensível”. [pour ceux] Aqueles que expressaram sua dor, frustração, raiva e decepção nas redes sociais. Fingir ignorar que a história dos afro-americanos não é a história de todos os negros e que essa cor não pode ser traduzida. Como o texto de Amanda Gorman fala sobre fraternidade inter-racial, uma carta de confisco racista é apresentada por seu trabalho.

O poeta Jean Orizé escreveu: “Isso é o que significa ser infeliz, você sempre tem que ser um pouco mais do que os outros”. Para isso, vamos aqui negando a propriedade do autor. Para alcançar a vitória, o ruído da mídia deve dar a ilusão de números. Deul não é amplamente seguida nas redes sociais, mas ela a intimida. Ele deu a Rijneveld no dia seguinte fora de sua plataforma.

Uma afinidade literária com lutas progressistas não acontecerá com Rijneveld, porque uma competição de vitimização progressiva entrou em cena. O sociólogo Raymond Bowdon teria argumentado que a tirania das minorias está substituindo a maioria, transformando-se em uma luta entre as minorias.

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *