Refinamento e habilidade para esta villa portuguesa

“robinsonnade” nunca foi tão bem nomeado. Rodeada por quilómetros de praia e pinhais, esta casa tem de tudo, desde uma típica cabana de pescador na Comporta, uma aldeia cem quilómetros a sul de Lisboa. “Descobri esta aldeia portuguesa em pleno inverno, e sob uma tempestade e chuvas torrenciais, lembra a sua dona Alexandra. Fiquei imediatamente fascinado pela sua beleza selvagem e original, a luz, os maravilhosos arrozais, as cegonhas empoleiradas nas chaminés , as praias pitorescas, especialmente o maravilhoso Oceano Atlântico, o ar salgado, E a energia espalhada por toda parte… ”

À frente deste abrigo de 260 metros quadrados está Nino Lopez, o ilustre arquiteto das mais belas casas da região, construídas segundo um modelo tradicional com telhado de palha e paredes revestidas de palha de arroz. Lá dentro, está o decorador Alexander Nyman, fundador da galeria da boutique Barracuda Interiors, no Carvalhal, que parcialmente imaginou o desfile: “Este espaço tão orgânico está repleto de mobiliário vintage dos anos 60 aos 80”, explica. Existem também cerâmicas e criações portuguesas especialmente concebidas, como mesas e alguns candeeiros. »Na sala de jantar, o mural realizado pela artista Austin Redfield Tondini Ele sozinho resume a atmosfera deste paraíso escondido e salpica o lugar com referências a Cocteau e ao surrealismo. Ele conversa com um grupo familiar de criaturas marinhas e animais marinhos, ecoando o eco do Oceano Atlântico trovejando aqui perto. Uma joia de luz e energia seletiva

READ  Ucraniano apanhado a conduzir embriagado acusando o PSP de Vila de Conde de agressão, perseguição e xenofobia - Portugal

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *