Primeiro pivô Miguel Oliveira

Mathieu WARNIER, postado no sábado, 21 de novembro de 2020 às 16:16.

Ao regressar do Grande Prémio Nacional, Miguel Oliveira conquistou a primeira posição no Autódromo. Portugal lidera Franco Morbidly e Jacques Miller. Fabio Quartaro assinou o quinto tempo mais rápido quando Johan Zarco terminou em sétimo.

Miguel Oliveira não poderia fazer melhor em casa. Marcando o primeiro Grande Prémio de MotoGP de Portugal desde 2012, o piloto da Tech 3 conquistou o primeiro lugar no circuito de Portimão em grande estilo. Vencedor do Grande Prémio da Estíria em Agosto passado, o piloto português deu o máximo à sua KTM para arrebatar o melhor tempo na sua última tentativa de Franco Morbedelli, eliminando de forma brilhante o primeiro quarto no início da sessão. Miguel Oliveira quebrou o recorde do ringue com 1m38,892s ao derrotar o italiano por 44 pontos. O melhor momento do fim de semana antes desta sessão de qualificação, Jack Miller teve que se contentar com o terceiro lugar, 146 partes por mil do primeiro lugar. Uma sessão em que Fabio Quartararo ficou menos frustrado do que nas últimas semanas. Apesar de ser dominado pelo seu companheiro de equipa, o francês ainda encontra algumas cores com o quinto lugar, atrás do futuro candidato a testes da Yamaha Cal Crutchlow.

Zarko temporariamente sétimo lugar, Mir longe do placar

Um desempenho que permite a Fabio Quartararo coroar o melhor piloto da temporada nos treinos de qualificação. Uma sessão que foi geralmente positiva para o clã francês porque para além do 1º lugar da Tech 3 Tri-Color Team e do bem posicionado “El Diablo”, Johann Zarco confirmou os seus bons sentimentos no ringue localizado no Algarve. Na coleira da Ducati, o francês marcou o sétimo melhor tempo, atrás de Stefan Bradel, mas à frente de Maverick Viñales. Porém, esta vaga na rede deve ser condicional porque Johan Zarco está cobrando pênalti. Ao final da quarta sessão de treinos livres, o piloto da Esponsorama Racing teve um problema com o motor e, apesar do risco de derramamento de fluido, cruzou a pista para voltar aos boxes. Um comportamento que pode dar aos franceses um passo atrás na rede de partida. Sagrada Campeã do Mundo No último domingo, Joan Mir perdeu completamente o primeiro quarto. O piloto da Suzuki, cuja última tentativa de ultrapassar os limites foi cancelada, assinou apenas o 10º tempo mais rápido nesta primeira parte da sessão de qualificação e só largaria do 20º lugar da grelha de partida no domingo em Portimão.

READ  Dwayne Johnson drops teaser for autobiographical comedy - Deadline

MOTOGP / Grande Prémio de Portugal
Qualificatórias 2 – sábado, 21 de novembro de 2020
1- Miguel Oliveira (POR / KTM Tech 3) em 1’38”892
2- Franco Morbidly (ITA / Yamaha Petronas SRT) em 0“044
3- Jack Miller (Austrália / Ducati PRAMAC) em 0“146
4- Cal Crutchlow (GBR / Honda LCR) em 0”264
5- Fabio Quartararo (FRA / Yamaha Petronas SRT) em 0”307
6- Stefan Bradel (ALL / Honda) em 0 “312
7- Johan Zarco (FRA / Ducati Esponsorama Racing) em 0“346
8- Maverick Viñales (ESP / Yamaha) em 0”368
9- Paul Isbargaro (ESP / KTM) em 0“392
10- Alex Raines (ESP / Suzuki) à 0 “575
11- Takaki Nakagami (Japão / Honda LCR) 0”639
12- Andrea Dovizioso (ITA / Ducati) em 0”695

You May Also Like

About the Author: Aldina Antunes

"Praticante de tv incurável. Estudioso da cultura pop. Pioneiro de viagens dedicado. Viciado em álcool. Jogador."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *