Portugal, primeiro classificado na recuperação europeia

O primeiro a chegar e possivelmente o primeiro a ser servido. Portugal foi o primeiro Estado-Membro da UE a submeter o seu plano de recuperação à Comissão Europeia, pelo que a sua validação mas sobretudo a libertação dos fundos pode ocorrer antes de Julho.

Foi o Primeiro-Ministro português quem o anunciou nas redes sociais. Esta estratégia apoia mais de 16 bilhões de euros com um esforço especial em clima e transformação digital. “Este plano cobrirá as necessidades de investimento em diversos setores. No entanto, podemos dizer que há um esforço de transição para uma economia de baixo carbono, para uma economia digital, tanto para o setor público como para o privado.Ricardo Pais Mamede, professor do ISCTE Lisboa, explica.

Cronograma de atrasos

Os planos nacionais devem ser enviados antes do final do mês. Mas as instituições europeias anunciaram alguma flexibilidade. A meta é ter todos os planos aprovados até o verão.

Esta flexibilidade é explicada pelo fato de que algumas das etapas institucionais necessárias para aprovar o fundo de recuperação de 750 bilhões de euros não foram validadas. Nem todos os estados membros ratificaram o dispositivo. Para que se torne realidade, deve ser aprovado por todas as capitais.

READ  Taxa de desemprego estagnou 8,1% em janeiro, o que é uma ligeira queda para os jovens

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *