ON detém um evento hipotético para detectar um fenômeno astronômico raro

Hoje (19), o Observatório Nacional (ON) está realizando um evento virtual para observar um fenômeno astronômico raro, a conjunção de Júpiter e Saturno. A partir das 18h, astrônomos parceiros de diferentes cidades do Brasil farão o show, ao vivo, através Em qualquer YouTube.

Segundo a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do ON, existem fenômenos astronômicos que podem ser bem observados sem equipamentos, mas nesse par, “o mais bonito é pelas lentes do telescópio”. Por isso, convida as pessoas a participarem da transmissão ao vivo ou assistirem mais tarde, conforme o evento é gravado.

Eventos Conectados É feito em parceria com astrônomos amadores de diferentes partes do país que transmitem a imagem de seus telescópios. Portanto, o mesmo fenômeno é registrado de maneiras diferentes. Na transmissão desde sábado, também haverá a participação do Laboratório Astrofísico Nacional, localizado em Itajubá, Minas Gerais, que conta com equipamentos profissionais. “Os outros são amadores, mas prestam um serviço tremendo à comunidade. É ótimo promovê-lo”, disse Josina.

Esta é a nona versão do evento padrão. “O paraíso em sua casa: monitoramento remoto“ON”, que foi implementado durante a pandemia covid-19. Segundo o pesquisador, o meio científico realizava eventos de observação pública para 300 pessoas. Agora, apenas uma transmissão atingiu 40 mil visualizações.

“Uma das coisas que mais gostamos é a observação pública, colocar um telescópio em um pátio ou uma escola ou as pessoas que vêm ao observatório e fazem essa longa fila. O que é mais divertido é a conversa enquanto a equipe espera, há perguntas de todos os tipos, adultos, crianças, idosos. Pessoas de todos os níveis de ensino, é um momento muito maravilhoso ”, disse. “Agora estamos transmitindo ao vivo e as pessoas ainda podem fazer perguntas. Essa conversa sobre o telescópio continua e agora com mais gente. Lá, naquela conversa no YouTube, coisas boas também estão surgindo”, explicou.

Segundo Josena, as transmissões continuarão online mesmo depois da pandemia e a equipe está trabalhando para melhorar a acessibilidade, incluindo audiodescrição e legendas em Libras.

Entenda esse fenômeno

A pesquisadora do ON explica que o fenômeno ocorre em média a cada 20 anos, e nem sempre com problemas de visão. No entanto, o que torna o evento deste ano tão raro é a aparente proximidade entre Júpiter e Saturno e o estado de observação da Terra.

“Quando esses planetas se unem, a distância entre eles pode ser de um ou dois graus, mas raro é uma separação de seis minutos de Sagitário. Para se ter uma ideia, o tamanho da lua, que vemos no topo do céu, está a 30 minutos de Sagitário, então É preciso dividir esse volume por cinco e ter uma ideia de quão pequenos são esses seis minutos de arco ”, explicou Josina.

Além disso, disse ela, devido à grande proximidade aparente, Júpiter e Saturno podem ser vistos, ao mesmo tempo, no campo da ocular do telescópio (sem ter que mover o dispositivo). Dependendo do poder de ampliação do telescópio, entre os séculos XIX e XXIII, os quatro maiores satélites de Júpiter, chamados de Galilians, e duas das maiores luas de Saturno, Titan e Iapitus, também podem ser vistos.

Josina explicou que a última vez que os planetas foram limitados por uma distância angular semelhante estava presente 16 de julho de 1623 O dia seguinte será 14 de março de 2080. Mas em 31 de outubro de 2040 eles podem ser vistos novamente, a um grau de distância.

Desde 16 de dezembro, Júpiter e Saturno são visíveis a olho nu, logo após o pôr do sol, e estão “chegando perto” desde então. Na próxima segunda-feira (21), acontece a cúpula do emparelhamento, mas o fenômeno ainda pode ser visto até o dia 26.

Josina explicou que para observar os planetas é preciso olhar para o horizonte a oeste, na direção do pôr-do-sol. Quando você alcança e abre sua mão, ela estará voltada para o seu polegar. Para identificação, Júpiter é o ponto mais brilhante. O tempo de exposição é de aproximadamente uma hora. “Mas você tem que ver o horizonte, não pode haver prédios na sua frente”, disse ele.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente e perda de peso
+ Jovem morre após cair 50 metros durante o treino de Slackline Highline
+ Saiba mais sobre Phloeodes Diabolicus “o besouro indestrutível”
+ O truque de espremer limão está enlouquecendo nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida de graça e ir para a cadeia
+ Área digital azul alterada em SP no dia 16; Veja como fica
Um estudo revela a maneira mais saudável de cozinhar arroz
Arrotar muito pode ser um problema de saúde?
O tubarão MA foi capturado com os restos mortais do jovem desaparecido no estômago
+ Cinema, Sexo e a Cidade
+ Descubra uma oficina de cobre de 6.500 anos no deserto de Israel

See also  Majadahonda (M15) - Golpe forte para Jacquet, o passado de Martino azul #mpetshi #fils #jacquet # rg21 #Majadahonda

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *