O Manchester United e suas estrelas estão esperando o impacto de Rangnick

A pressão agressiva, o ritmo e o papel confiado a Cristiano Ronaldo … A iminente chegada ao Manchester United de um treinador com ideias muito fortes como o alemão Ralf Rangnick, ainda por seis meses, deve mudar a mão de obra dos Red Devils que o desafiam o líder Chelsea no domingo (17h30).

Em Stamford Bridge, pelo 13º dia da Premier League, Michael Carrick deve estar no banco pela última vez.

Na próxima quinta-feira, para receber o Arsenal, Rangnick deve estar no comando até o final da temporada, antes de assumir, em princípio, um papel consultivo neste verão na escolha de outro treinador de longa duração.

Carrick fez um bom trabalho nesta terça-feira na Champions League, ao vencer o Villarreal (2-0), que classificou o Manchester para as oitavas de final, em primeiro lugar no seu grupo.

Os princípios do jogo permaneceram muito próximos dos de Ole Gunnar Solskjaer, que foi despedido 48 horas antes, embora a gestão de Donny van de Beek e o papel de “Joker” que passou para Bruno Fernandes possam ter desempenhado um papel crucial na o sucesso positivo. Resultado da partida.

No entanto, a chegada de Rangnick deve revitalizar o esquema muito cauteloso traçado na Espanha, que tem boas chances de se reproduzir no domingo contra o Blues.

– Velocidade e risco –

O “mentor” alemão Jürgen Klopp, jura em uma bola de futebol para sufocar o adversário em seu campo com “contrapressão” e atacá-lo com passes verticais rápidos para recuperar a bola.

Parece que há um jogador como Fernandes construído especificamente para este jogo e ele deve rapidamente se tornar um marco no “estilo Rangnick” de Manchester.

Van de Beek, jogado pelo Solskjaer apenas como último recurso, deve ocupar um lugar muito maior na rotação – talvez até na equipe titular – com uma partida mais próxima daquela anunciada por seu ex-técnico do Ajax, Erik ten Hag.

See also  Robin Dias foi eleito o melhor jogador da temporada da Inglaterra

No ataque, jogadores rápidos que querem provocar, como Marcus Rashford, Mason Greenwood, Jadon Sancho ou Jesse Lingard, devem se divertir com as ordens do técnico alemão, mesmo que tenham que se dedicar tanto ao trabalho defensivo quanto ofensivo.

Esse ponto corre o risco de prejudicar outros manconistas, como Cristiano Ronaldo e principalmente Paul Pogba.

Se o português tem salvado repetidamente a sua equipa desde o início da época, tanto no campeonato como no C1, com golos cruciais, é frequentemente apontado pelas dificuldades do Manchester United em evitar que o adversário inche rapidamente.

Pogba e CR7 estão entre os “perdedores”? –

Num treinador que construiu a sua reputação ao trabalhar com jovens, os ‘CR7’ de 36 anos e Edison Cavani de 34 anos podem jogar contra eles, mesmo que a situação do português o poupe da humilhação do banco.

Quanto a Pogba, a qualidade do seu passe fenomenal faria dele um trampolim ideal para receber a bola, mas ela se arrisca a superá-lo devido à sua relutância em pressionar alto, apesar de suas verdadeiras qualidades de recuperação.

Atualmente lesionado – ele não pode jogar novamente em 2021 – e ao final do contrato neste verão o campeão mundial terá que lutar por um tempo de jogo igual ao que teve sob o comando de Solskjaer.

Também na defesa, a fraca sequência de rebatidas obtida por Rangnick, que o norueguês tentou concretizar, só será possível se forem encontradas soluções para a lentidão de Harry Maguire e a decepcionante atuação dos laterais Luke Shaw e Aaron Wan-Bissaka.

Quando Raphael Varane se recuperar de uma lesão na coxa, deverá estar muito feliz com o alemão, enquanto Alex Telles na esquerda e Diogo Dalot na direita terão, sem dúvida, condições de lutar mais com os internacionais ingleses. Para um lugar no início xi.

See also  Milan presents Inter in the Derby della Madonnina

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published.