Notação de áudio. Notação de áudio. Que lugar para a ciência na mídia? (2/5)

Colonizar Marte, aquecer globalmente, relançar a energia nuclear civil, implantar 5G ou mesmo administrar a crise de saúde. A ciência intervém em muitos dos temas que caracterizam as notícias e o nosso quotidiano. No entanto, muitas vezes estão ausentes ou são mal tratados na mídia. Muito complicados, enfadonhos e mal compreendidos por quem precisa falar sobre isso, os tópicos científicos às vezes são sacrificados em favor de outros mais interessantes.

No entanto, na era das redes sociais e das teorias da conspiração, o papel da mídia na divulgação de informações científicas tornou-se um problema real para a qualidade do debate público. Então, qual é o lugar da ciência na televisão, nos jornais, no rádio ou na Internet? Como falar sobre isso corretamente e interessar ao público em geral? Este é o tema do segundo episódio da série de podcasts “La fabrique du savoir”, produzida em parceria com” Espace Mendes France em Poitiers.

Para falar sobre isso, Pierre Barthelemy, jornalista de ciências do Le Monde e autor do blog Passeur de ciênciasJulien Piccard Monet, Diretor de Publicação e Diretor de Desenvolvimento do Online Scientific News Journal Curioso !E e Léa Bello, Ph.D. em Geofísica e Ciências, popular para os canais do YouTube. GlobalismoE hidromassagemE busca sedenta E Aproveite o conhecimento para CNRS.

Encontre outros episódios da série de podcast “Knowledge Factory” aqui.

Episódio escrito, apresentado e co-produzido por Josefa Lopez O cientista. Diretor: Eyeshot. Identidade gráfica: Melina Zarbib. Parceria: Sonia Junio, Victoire Bonin. Parceiro: Espace Mendès France em Poitiers.

See also  Thriller de ficção científica mostra sua atmosfera e lança beta fechado

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *