Milhares de salvadorenhos denunciam ‘deriva autoritária’

(San Salvador) Milhares de pessoas se manifestaram em San Salvador no domingo contra a corrupção e o que consideram uma aberração autoritária no país, dias depois que os Estados Unidos impuseram sanções a um assessor do presidente, Vice Bukele.


“Como país, estamos cansados ​​de os funcionários públicos usarem mal os recursos do povo”, disse o advogado Eduardo Alvarenga, 37, que segurava uma placa pedindo o fim da corrupção, durante o comício na cidade. Conexão de várias organizações.

Na quinta-feira, os Estados Unidos impuseram sanções econômicas a Carolina Recinos, chefe de gabinete do gabinete de Najib Bukele, por suposta “corrupção”. O presidente Bukele descreveu as acusações como “ridículas”.

Após a manifestação, que ocorreu sem incidentes, ele atacou o governo dos Estados Unidos.

Os contribuintes americanos devem saber que seu governo está usando seu dinheiro para financiar movimentos comunistas contra um governo eleito democraticamente […] em El Salvador ”, escreveu Bukele no Twitter.

Ex-juízes e juízes também participaram do protesto, exigindo respeito pela separação de poderes depois que o Congresso, dominado pelo partido no poder, demitiu juízes da Suprema Corte em maio, então juízes idosos com mais de 60 anos.

“Hoje marchamos como juízes em defesa da constituição e do Estado de Direito”, disse o ex-juiz Jorge Guzmán, que renunciou em solidariedade aos colegas demitidos.

See also  Novos ataques aéreos israelenses na Faixa de Gaza

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *