Lei de votação controversa | Governo de Biden processa Texas

(Washington) O Departamento de Justiça dos EUA apresentou uma queixa na quinta-feira contra o estado do Texas por uma lei recentemente aprovada no sudeste que o governo de Joe Biden acredita restringir o direito de voto.


A ação, movida no tribunal federal de San Antonio, acusa a lei de violar as leis eleitorais federais e os direitos civis.

A lei do Texas, dizem seus defensores, torna as eleições mais seguras ao proteger contra fraudes, proíbe a votação de carro e impõe muitas outras restrições aos horários de votação e pelo correio.

Os críticos dizem que afeta desproporcionalmente a votação das minorias, especialmente afro-americanos, que historicamente tendem a votar nos democratas.

Em nota, o Departamento de Justiça afirmou, entre outras coisas, que a legislação violou os direitos dos eleitores ao restringir o acesso à assistência para aqueles que precisam de ajuda para votar.

“Nossa democracia depende do direito dos eleitores qualificados de colocar uma cédula na urna e do fato de que essa cédula conta”, disse o procurador-geral Merrick Garland, prometendo que seu departamento faria tudo ao seu alcance “para proteger este pilar do nosso comunidade.”

Vários estados em todo o país têm trabalhado nos últimos meses para usar as alegações infundadas de fraude na eleição presidencial de 2020, lançadas pelo ex-presidente Donald Trump e seus aliados, para aprovar leis que impõem várias restrições à votação, tornando mais difícil para alguns, de acordo com a associação.

See also  Um prédio desabou na flórida | Corpo da quarta vítima canadense encontrado em Surfside

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *