Futebol: à frente da França e da Alemanha em 15 de junho, Joachim Loew levanta a ‘fantástica linha francesa’

O Euro, adiado por um ano por conta da crise de saúde, será a última competição do jogador de 61 anos, vencedor da Copa do Mundo de 2014, que queria encerrar o contrato sem ir ao Mundial de 2022, no Catar.

Com que estado de espírito você aborda este torneio?

Estou de bom humor e muito otimista. O que vejo e sinto em termos de energia e comprometimento com a equipe é excelente. Existe uma boa dinâmica na equipe.

Em 2018, o clima era diferente, havia um certo peso no vestiário que não sinto agora.

Leia também – Futebol: o técnico alemão Joachim Loew deixará Mannschaft após o Campeonato Europeu

O seu grupo é muito difícil: o que é preciso fazer para vencer a França e Portugal?

Conhecemos bem a França e a seleção do mundo é a melhor no enfrentamento do adversário. Sabemos como eles jogam, mas é quase impossível distingui-los.

Vem da incrível classe individual de seus jogadores. Portugal também tem um tremendo poder ofensivo, jogando regularmente em um nível muito alto desde 2016. Contra esses adversários, não se pode cometer erros.

Diante de tais ataques, sua chave será o rigor defensivo?

A defesa comprimida será o pré-requisito. Se não o tivermos, teremos problemas e os franceses e os portugueses vão tirar partido disso. Em 2018 (durante a Copa do Mundo na Rússia), sempre estivemos atrás nas três partidas da primeira fase, então não merece ir para a frente.

See also  Nem Messi nem Ronaldo no primeiro bimestre em 16 anos!

You May Also Like

About the Author: Lucinda Lima

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *