Euro 2021: O português de Yure dá o seu sentimento antes do choque contra o Blues

Antonio André Nunes, funcionário municipal de Gilon, aqui com os seus dois filhos, vê Portugal conquistar a França. Mas sua família será dividida nesta ocasião.

Eles estão divididos entre o país de seus pais, onde às vezes nasceram, e o país em que vivem.

Entrevistamos membros da comunidade portuguesa em GilonE a Etribani E a Gessore Até eles nos dizerem que assistiram ao jogo França – Portugal Quem fecha a fase de grupos deEuro 2020 Esta é quarta-feira, 23 de junho de 2021.

“Para continuar a ser uma celebração do desporto … mas com uma vitória de Portugal”

Funcionário municipal de Gaillon, Antonio André Nunes nasceu em Portugal. Por isso, vai apoiar o seu país de origem, como na França e em Portugal:

“Apoio o meu país. Os portugueses podem repetir o feito de 2016 e ganhar o Euro. Acho que Portugal vai ganhar por 2-0. Vai ser uma grande festa. Nos últimos dias, com os nossos colegas, passámos muito tempo de trabalho. Contanto que seja apenas uma boa briga (risos)! Uma vez houve alguma confusão após a partida. O esporte deve continuar a ser uma celebração e uma desculpa para se encontrar. Então, se Portugal perder, com meus filhos, apoiaremos a França ! Temos sorte de ter dois países para apoiar (risos). “

Antonio André NunesMeu funcionário no Gaylon e torcedor de Portugal

“O jogo vai ser tenso.”

Guirlane Faustino dirige a mercearia Le Cellier du Portugal em Étrépagny. Nascido na França, vai torcer por Portugal na quarta-feira:

“Mesmo que a família esteja dividida entre as duas equipas, estarei atrás do meu coração: Portugal. Então o jogo vai ser tenso (risos). Venho da sociedade portuguesa mas só espero que os melhores ganhem com fair play.”

Guirlane FaustinoDiretor da Cellier du Portugal, na Etrépagny e apoiador de Portugal

“França, meu coração”

Anthony Ribeiro, diretor da cervejaria L’Étoile de Gisors, decidiu apoiar a França.

See also  La Liga - Sem ideias, Barcelona arrebata uma divisão fraca no final da partida contra o Granada

Explique por quê:

Eu nasci na França, é o meu coração. Sou francês e embora os meus pais sejam portugueses, não tenho o emblema português aqui. Eu torço pelo Blues e só vou transmitir as partidas que eles vão passar aqui, no bar. ”

Anthony RibeiroDiretor da cervejaria Etoile em Gisors, apoiador da França

.

Este artigo foi útil para você? Observe que você pode seguir o L’Impartial na área de Mon Actu. Com um clique, após o cadastro, você encontra todas as novidades de suas cidades e marcas favoritas.

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *