Esperança portuguesa no horizonte?

O Stade Rennais ainda espera se classificar para a Liga Europeia e se prepara para uma animada janela de transferências no verão. Além do arquivo de Eduardo Camavinga, Florian Morris, o diretor esportivo da Breton, tem que gerenciar as possíveis saídas de Damien da Silva ou mesmo de Clement Grenier, que estão no final do contrato no final da temporada. Do lado do expatriado, o ex-chefe da unidade de recrutamento OL pode estar revigorando o caminho do lado português.

Jovan Cabral, o futuro de Rouge et Noir?

Segundo o jornal português RegistroO Breton FC perguntou sobre a disponibilidade de um extremo do Sporting Portugal: Giovanni Cabral. O português não seria insensível à sugestão de Raine. Na verdade, o nativo de Asumada não conseguiu abrir um buraco na equipe comandada por Robin Amorim. Mas se o Stade Rennes pensa que o Sporting vai trocar o jogador por um pedaço de bolo, não é esse o caso. Com uma cláusula de penalização de 60 milhões de euros, o clube português espera, à luz destes serviços, atrair pelo menos 10 milhões de euros. Depois de Ravenha, o Stade Rennes estará em vias de atrair uma nova ala do Lisbon FC.

Estádio de Rennes: Cabral está chegando, Lula vai?

Se o Stade Rennais conseguir fazer o check-in de um novo jogador atacante, será hora de reconstruir a defesa. De facto, a saída do defesa-principal e sobretudo do capitão bretão, Damien da Silva, é mais importante do que nunca. “Eu não morri”, disse o jogador cujo contrato termina no final da temporada, em conferência de imprensa. Breton Rock, no entanto, reconhece a “pequena vontade de ir ver outra coisa lá fora”.

See also  Bowman está perto de se juntar a Mourinho neste verão

You May Also Like

About the Author: Germano Álvares

"Desbravador de cerveja apaixonado. Álcool alcoólico incurável. Geek de bacon. Viciado em web em geral."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *