EDP ​​conclui venda de seis hidrelétricas Engie

A Energias de Portugal (EDP) anunciou quinta-feira que concluiu a venda de seis centrais hidroeléctricas no norte de Portugal a um consórcio francês liderado pela empresa energética ENGIE, por 2,2 mil milhões de euros.

A venda dessas usinas para o consórcio formado pela Ingie (40% de participação) e seus dois sócios, Crédit Agricole Assurances (35%) e Mirova-Natixis (25%), foi anunciada em 19 de dezembro de 2019, após medidas regulatórias, o principal grupo energético português disse em comunicado o jornalista. Estas seis fábricas, três das quais ribeirinhas (que produzem de acordo com o caudal dos rios) e três com retenção de água, localizam-se na bacia do rio Douro, no norte de Portugal. Representa uma capacidade instalada de 1.689 megawatts, ou aproximadamente 1,7 gigawatts.

No final deste processo, “EDP ​​manterá a sua posição de liderança em Portugal, com capacidade hidroeléctrica de 5,1 gigawatts“E a”Continuará a ser o segundo atuador hidráulico mais importante da Península IbéricaA empresa, cujo maior acionista é a estatal chinesa China Three Gorges Group, foi recordada e, no início de dezembro, a EDP encerrou a venda dos ativos do Grupo Total Oil em Espanha, incluindo duas centrais térmicas de ciclo combinado com gás natural na região de Navarra (norte).

Transações com Engi e Total, que têm um valor total deÉ mais de 2,7 bilhões de eurosEDP ​​está autorizado aA conclusão de um grande curso de reestruturação“Tornar-se”Um pioneiro no campo da transição energética», Confirmou a EDP, que quer vender vários ativos para financiar metade do seu plano de desenvolvimento nas energias renováveis.

See also  Mo Money and Ma's Problems - The Chinese Trust Makers' Quest for Alibaba is only the beginning | Business

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *