EDP ​​conclui venda de seis hidrelétricas Engie

A Energias de Portugal (EDP) anunciou quinta-feira que concluiu a venda de seis centrais hidroeléctricas no norte de Portugal a um consórcio francês liderado pela empresa energética ENGIE, por 2,2 mil milhões de euros.

A venda dessas usinas para o consórcio formado pela Ingie (40% de participação) e seus dois sócios, Crédit Agricole Assurances (35%) e Mirova-Natixis (25%), foi anunciada em 19 de dezembro de 2019, após medidas regulatórias, o principal grupo energético português disse em comunicado o jornalista. Estas seis fábricas, três das quais ribeirinhas (que produzem de acordo com o caudal dos rios) e três com retenção de água, localizam-se na bacia do rio Douro, no norte de Portugal. Representa uma capacidade instalada de 1.689 megawatts, ou aproximadamente 1,7 gigawatts.

No final deste processo, “EDP ​​manterá a sua posição de liderança em Portugal, com capacidade hidroeléctrica de 5,1 gigawatts“E a”Continuará a ser o segundo atuador hidráulico mais importante da Península IbéricaA empresa, cujo maior acionista é a estatal chinesa China Three Gorges Group, foi recordada e, no início de dezembro, a EDP encerrou a venda dos ativos do Grupo Total Oil em Espanha, incluindo duas centrais térmicas de ciclo combinado com gás natural na região de Navarra (norte).

Transações com Engi e Total, que têm um valor total deÉ mais de 2,7 bilhões de eurosEDP ​​está autorizado aA conclusão de um grande curso de reestruturação“Tornar-se”Um pioneiro no campo da transição energética», Confirmou a EDP, que quer vender vários ativos para financiar metade do seu plano de desenvolvimento nas energias renováveis.

See also  Brico Privé multou CNIL 500.000 euros por defeitos múltiplos

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *