Cartão do banco de Cristiano Ronaldo sequestrado durante três anos por funcionário de agência de viagens

Cristiano Ronaldo foi vítima de um funcionário inescrupuloso de uma agência de viagens. Isso é o que Jornal. Entre fevereiro de 2007 e julho de 2010, o famoso jogador de futebol, que está entre os jogadores mais bem pagos do mundo, foi enganado cerca de 288 mil euros … sem perceber. Por trás desta fraude, encontramos Maria Silva, funcionária da Geostar, agência de viagens responsável por regulamentar as viagens de jogadores cujos interesses são defendidos pela Gestifute, empresa de Jorge Mendes, um dos agentes mais influentes do mundo.

No período em questão, Cristiano Ronaldo recebeu quase 200 viagens para a Europa, África ou continente americano … nunca o fez. O dinheiro foi directamente para uma conta de Maria Silva, que se valeu da presença de dados bancários de Cristiano Ronaldo, como os números de vários números de seus cartões bancários, para o fraudar. Entre as suas outras vítimas estavam Jorge Mendes (por cerca de 20 mil euros) ou Nani, outro jogador de futebol (por cerca de 3000 euros).

>> LEIA TAMBÉM – Cristiano Ronaldo ganha mais dinheiro no Instagram do que jogando futebol

Não foi especificado como o golpe do funcionário da agência de viagens foi descoberto. Cristiano Ronaldo apresentou queixa e foi ouvido pela polícia neste processo, que atualmente não é divulgado, em 2011. Por sua vez, o Tribunal de Justiça do Porto, de Portugal, condenou Maria Silva a quatro anos de prisão suspensa, com pena suspensa sentença, em 2017. Ela continua a indenizar sua ex-empresa, que por sua vez retorna todos os fundos desviados para CR7 e outras vítimas.

⋙ Euro: os gestos de Ronaldo e Pogba não passaram despercebidos

See also  A economia europeia vê alguma luz no fim do túnel

You May Also Like

About the Author: Irene Alves

"Bacon ninja. Guru do álcool. Explorador orgulhoso. Ávido entusiasta da cultura pop."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *