Afeganistão deve ser impedido de entrar em colapso

Moscou | O presidente russo, Vladimir Putin, pediu na sexta-feira que evite o “colapso” do Afeganistão, que agora está nas mãos do Taleban, e não permita que “terroristas” deixem o país, inclusive fingindo ser refugiados.

• Leia também: Em visita de despedida a Moscou, Merkel pediu diálogo com Putin

• Leia também: Biden, sob pressão, explica evacuações afegãs

Durante uma coletiva de imprensa conjunta com a chanceler alemã Angela Merkel em Moscou, Putin também criticou a “irresponsável” política ocidental que visa “impor valores estrangeiros” aos afegãos.

E Putin reiterou: “Devemos parar (…) esse desejo de construir a democracia em outros países segundo modelos estrangeiros, sem levar em conta as peculiaridades históricas, nacionais ou religiosas, e com total desrespeito pelas tradições sob as quais outros povos vivem. . “

Ele acrescentou: “Acho que esta é a lição aprendida com o Afeganistão.”

O presidente russo enfatizou que o Taleban havia assumido o controle de “quase todo o Afeganistão” e que isso era “uma realidade a ser considerada, não permitindo o colapso do Estado afegão”.

Putin também considerou “importante evitar a infiltração de terroristas no território de países vizinhos ao ‘Afeganistão’, inclusive fingindo ser refugiados”.

A Rússia, um dos países que não evacuou sua embaixada em Cabul após a chegada do Taleban, na terça-feira, confirmou que este está enviando “sinais positivos” em termos de liberdade, divisão de poder e disposição de material “civilizado” no Iraque . Capital afegã.

Moscou, que considera que a crise afegã é o resultado de uma “saída apressada” e mesmo da “fuga” das forças norte-americanas, apóia a abertura de um “diálogo nacional” no Afeganistão “com a participação de todas as forças políticas, étnicas e sectárias. ” neste país.

“Devemos fazer todo o possível para unir nossos esforços para apoiar o povo afegão, normalizar a situação neste país e estabelecer relações de boa vizinhança”, disse Putin na sexta-feira.

See also  Americanos vacinados com licença na Europa: cuidado com os canadenses que querem entrar na França

You May Also Like

About the Author: Hermínio Guimarães

"Introvertido premiado. Viciado em mídia social sutilmente charmoso. Praticante de zumbis. Aficionado por música irritantemente humilde."

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *