Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Alantra Private Equity fica com 70% do capital da MD Moldes

A MD Moldes acaba de reforçar o seu posicionamento no mercado e a sua estrutura com a entrada da espanhola Alantra Private Equity no capital da holding – através do fundo Alantra Private Equity Fund III, revela a empresa de Leiria em comunicado.

A Alantra é a gestora líder de activos de capital privado na Península Ibérica, com mais de 1.300 milhões de euros de activos sob gestão, e mais de 25 anos de experiência no apoio ao crescimento de empresas portuguesas e espanholas. Está actualmente cotada na bolsa de Madrid, e passa a ser o principal accionista do Grupo, com 70% do capital, junto com Manuel Domingues, que fica com uma parte significativa.

Manuel Domingues, administrador e accionista do Grupo, explica que «esta nova parceria é, antes de mais, uma prova da solidez das nossas empresas, MD Moldes, MD Fastooling, MD Fastooling II, MD Engineering e MD Plastics, que passam a ser detidas a 100% pela Holding MD GROUP, SA, e cujos accionistas são agora Alantra Private Equity, Manuel Domingues, e os principais quadros dirigentes do Grupo, que também investiram neste projecto. Neste novo quadro, a gestão do Grupo manter-se-á inalterada, mas será cada vez mais profissionalizada, reforçando a imagem de solidez que tem junto de parceiros, clientes e fornecedores».

«O objectivo da operação é, com esta estratégia, adquirir ainda mais capacidade e agilidade para apostar num maior fortalecimento e crescimento do Grupo, agilizando a concretização de novos projectos e solidificando outros», salienta o administrador, acrescentando que a aposta é «investir em tecnologia, investigação, conhecimento, desenvolvimento, produção e resultados». «Trata-se, antes de mais, de pensar no futuro do Grupo, para que possa continuar a crescer sustentadamente, como aconteceu até agora», reforça.

Esta operação é também estratégica para a Alantra Private Equity. David Santos, sócio da financeira espanhola, destaca que a «MD Moldes enquadra-se perfeitamente nos principais critérios de investimento da Alantra PEF III, já que é um grupo líder no mercado, com uma equipa de gestão de grande qualidade, que foi capaz de internacionalizar-se num segmento industrial de grande valor, com excelentes dinâmicas de crescimento. A equipa de gestão da Alantra apoiará a MD nesta nova etapa de forma a promover o seu crescimento internacional, quer através do incremento da sua capacidade de produção, quer contribuindo para a sua consolidação como player de destaque num mercado altamente competitivo».

 A MD Moldes foi fundada há 28 anos por Manuel Domingues, e conta actualmente com mais de 330 colaboradores nas suas seis unidades de produção. Com uma forte presença em mercados como a França e a Alemanha, e fábricas em Portugal e na China, exportou 90% da sua produção em 2016. O Grupo fornece soluções para todo o processo de produção de moldes – engenharia, fabrico, testes e injecção – apresenta um vasto portefólio, especialmente dedicado à indústria automóvel (para marcas como a Porsche, a Ferrari, a Bentley ou a BMW), e garantindo serviços relacionados com a engenharia de produto, criação de protótipos, projecção e fabrico de moldes, realização de testes de moldes e produção, entre outros.

 

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.