Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Hotel MH_Peniche terá um dos maiores sistemas de autoconsumo em Portugal

A SunEnergy, empresa líder na área das energias renováveis em Portugal, acaba de assinar um contrato para a instalação de uma Unidade de Produção em Autoconsumo constituída por 720 painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica a partir do sol, que será integralmente consumida pelo Hotel MH_Peniche, um novo hotel do Mhgroup.

Este projeto, com 180 kW de potência instalada, será um dos maiores projetos executados até hoje em Portugal numa lógica de autoconsumo e permitirá ao hotel ser uma referência a nível nacional em termos de eficiência e de autonomia energéticas, bem como, ao nível ambiental com a significativa redução das emissões de CO2 que o projeto irá permitir.

“Com esta solução, o Hotel MH_Peniche vai registar uma poupança anual de energia estimada em 23 mil euros e vai reduzir as emissões de CO2 em 107 toneladas por ano, tornando-se claramente uma referência como Eco Hotel” afirma Raul Santos, diretor-geral da SunEnergy.

“Estamos felizes pelo desenvolvimento deste projeto uma vez que, vamos conseguir reduzir significativamente os nossos custos e as nossas emissões de CO2, dois aspetos essenciais nos dias que correm. Com esta Unidade de Produção em Autoconsumo estimamos vir a produzir 270.000 kWh de energia por ano” conclui o En0g.º Mateus Marteleira, responsável pelo Mhgroup.

O autoconsumo, atividade regulada pelo Decreto-Lei nº 153/2014 de 20 de Outubro, é um novo modelo de produção descentralizada de energia a partir de energias renováveis, em particular a partir do sol, em que a energia elétrica produzida é consumida pelo próprio produtor.

Fonte: SunEnergy

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.