Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Empresa do Grupo Iberomoldes participa em projecto inovador de interiores de comboios

A SETsa, empresa do Grupo Iberomoldes, sedeado em Leiria, é uma das empresas participantes no inTRAIN, um projecto de investigação e desenvolvimento de componentes para interiores ferroviários, que vai ser apresentado na próxima sexta-feira, nas instalações da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF), na Amadora.

O inTRAIN tem como objectivo principal apresentar soluções inovadoras para os interiores de comboios suburbanos, desenvolvidas pela indústria nacional. O projecto resultou numa mock up à escala real que permite validar as soluções desenvolvidas, apresentar o know-how e as capacidades tecnológicas dos consorciados no sector ferroviário.

O projecto foi promovido por um consórcio de empresas, que para além da SETsa – Sociedade de Engenharia e Transformação, conta ainda com a Active Space Technologies, Almadesign, Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI), Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), Optimal Structural Solutions e Spin.Works, em estreita colaboração com a EMEF.

O projecto contou ainda com o apoio da ERT, empresa de têxteis técnicos, Forbo, empresa líder em revestimentos de pavimentos, e Climar, indústria de iluminação.

O interior da carruagem caracteriza-se pela optimização do espaço, circulação e conforto do utilizador relativamente às soluções actuais. Formalmente, a linguagem emotiva e fluida, é inspirada nas formas orgânicas da natureza. O tecto apresenta uma artéria central que integra os sistemas de iluminação LED, que permite alterar a intensidade da luz proporcionando diversos ambientes em função da luz natural, das condições climatéricas e da estação do ano.

Neste elemento, está também integrado o sistema de som e distribuição de ar que se ramifica para o pórtico de entrada, integrando as estruturas de apoio e acesso. O projecto aposta na utilização de materiais compósitos certificados para o fogo M2/F2 e em estruturas de painéis modulares com vista à fácil acessibilidade à estrutura primária da carruagem, permitindo a sua fácil manutenção e substituição e contribuindo também para a leveza da solução final.

Os bancos, de construção modular, com diferentes tipologias e upgrades, são construídos também em materiais compósitos, revestidos com espumas e tecidos mais confortáveis e inovadores. No âmbito de sistemas de infotainment e som, foi desenvolvido um interface que para alem de proporcionar informação e entretenimento, transmite informações tais como temperatura, qualidade do ar, humidade e sinalização de ocupação de lugares, bem como informação complementar sobre a viagem.

O inTRAIN é um projecto integrador de custo e risco controlados com a possibilidade de retorno para alavancar outros projectos e investimentos. O projecto permitiu introduzir melhorias ao nível do I&D, organização, cooperação e gestão das empresas bem como estimular a sua presença no mercado internacional. Foi financiado pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Factores de Competitividade – COMPETE, e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. Espera-se que o projecto possa contribuir para o arranque de uma nova – e mais inovadora – etapa deste importante sector, em tempo de aposta na inovação, competitividade e reindustrialização – com foco na exportação de bens transaccionáveis de valor acrescentado.

Fonte: inTRAIN

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.