Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Taxa de ocupação da IDD rondou 88% em 2013

O Secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade, Pedro Gonçalves, esteve segunda-feira na Incubadora D. Dinis (IDD), com o objetivo de conhecer os resultados dos cinco anos de atividade da incubadora, quer no plano nacional, quer internacional. Entre eles contam-se a exploração de 154 ideias, o apoio de 61 empresas e o acolhimento da sede de 31 empresas em 2013. Este valor representa uma taxa de ocupação de 88%, face aos 31% de 2011.

Em destaque, esteve a apresentação dos novos projetos da IDD considerados estruturantes, como a Academia de Empreendedores, a Criativity Labs, a Expert Labs e a criação de um fundo de investimento em fase ‘semente’, para ideias em desenvolvimento. «Este fundo será o catalisador necessário para tornar as ideias em projetos de elevado potencial, desenvolvidos por equipas de fazer acontecer», explica a IDD em comunicado.

A IDD aproveitou ainda a ocasião para debater e propor novas medidas de apoio ao empreendedorismo, entre as quais um sistema de incentivo à incubação e estágios profissionais para empreendedores orientados por incubadoras. A incubadora propôs ainda a formação de reconversão de ativos (desempregados ou não) na academia de empreendedores e a formação de jovens e integração de beneficiários dos passaportes para o empreendedorismo na academia de empreendedores.

Para além do secretário de Estado, estiveram presentes na reunião o seu assessor, Miguel Barbosa, Paulo Cunha, da Agência de Inovação (ADI), bem como o Conselho de Administração da IDD, os seus associados fundadores e empreendedores convidados. Durante a reunião, estes empreendedores tiveram a oportunidade de expor os seus projetos, pontos de vista, preocupações e expectativas.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.