Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

Projeto de investigação em saúde reúne seis países europeus em Leiria

O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) vai receber 60 estudantes e 18 docentes, provenientes de seis países europeus, que se reúnem, em Leiria no âmbito do projeto Intensive Program – Cross Border Healthcare, entre os próximos dias 23 de março e 5 de abril. No encontro, serão analisados e discutidos os direitos dos doentes e os cuidados transfronteiriços de saúde, em grupos de trabalho e em sessões públicas.

Howest, Bélgica; IPLeiria, Portugal; Tomas Bata University, República Checa; Kauno kolegija/university of applied sciences, Lituânia; Universitat de Girona, Espanha; Hanzehogeschool Groningen, Holanda, são as escolas de origem dos participantes nesta edição do Intensive Program, um programa de estudos de curta duração, que reúne estudantes e professores de diversos países para analisar e debater um tema específico. A temática em discussão nesta fase está associada ao tratamento médico de pacientes em estados europeus diferentes do país de origem, tendo como base a diretiva 2011/24/EU e o Regulamento (CE) Nº 883/2004 do parlamento europeu.

O principal objeto de estudo é a transposição da diretiva da União Europeia para a legislação nacional sobre os direitos dos doentes e os cuidados transfronteiriços de saúde. «A análise que será feita durante este período de estudos em Leiria compreende as várias vertentes deste assunto, que vão desde as questões financeiras, às sociais e de cuidados médicos», explica Elisabete Duarte, docente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPLeiria e responsável institucional do projeto em Portugal. «Afigura-se como uma iniciativa muito importante, numa fase em que a diretiva já foi transposta para a legislação nacional e se começa a falar nas concretizações que irá ter na prestação de cuidados de saúde em Portugal», acrescenta.

Esta iniciativa permite aos estudantes melhorar os seus dotes linguísticos ao nível do inglês, as suas capacidades e conhecimentos no âmbito das tecnologias de informação, da gestão de equipas, das metodologias de pesquisa, da gestão da comunicação e do trabalho em contexto multicultural. No dia 24 de março será apresentado o estado de arte da diretiva 2011/24/EU numa perspetiva europeia e portuguesa, e no dia 26 de março haverá uma sessão temática, apresentada pela Escola Superior de Saúde do IPLeiria, sobre o que tem sido feito no sistema de saúde português em comparação com o europeu, e ainda serão destacados os motivos que levam os cidadãos a procurar tratamento médico especializado internacional. No dia 4 de abril a sessão de encerramento versa sobre os cuidados de saúde europeus, sob o ângulo governamental e conta com a visão da autoridade reguladora da saúde.

O turismo de saúde tem tido um rápido crescimento no mercado global onde os doentes viajam além fronteiras para receber tratamento médico. Os pacientes tornam-se cada vez mais conscientes do seu direito de escolher os seus próprios cuidados de saúde, incluindo os países vizinhos e até mesmo em países mais distantes. As instituições de saúde estão a evoluir e a apresentar-se como centros especializados em determinadas áreas de tratamento, o que reforça a tendência de cuidados de saúde transfronteiriços.

O Intensive Program – Cross Border Healthcare teve o seu início em 2013 em Howest, na Bélgica, e o trabalho desenvolvido está disponível em www.cbhc.be

Fonte: IP Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.