Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Leiria ganhou 1.454 novas empresas e perdeu 845 em 2013

Em 2013, Leiria viu nascer 1.454 novas empresas, tendo registado 290 insolvências e 555 dissoluções naturais. O distrito ganhou em média 1,7 empresas por cada empresa que viu desaparecer, tendo ocupado a sétima posição a nível nacional em matéria de constituiçao de empresas, número de insolvências e dissoluções naturais, segundo dados divulgados pela Informa DB.

Trata-se apenas de um ganho aparente, uma vez que as empresas encerradas eram resposnsáveis por um número de postos de trabalho e volume de negócios em muito superior, naturalmente, às empresas que começam agora a dar os primeiros passos.

Basta atentar que a idade média das empresas que enfrentaram, em 2013, um processo de dissolução natural era de 11 anos e a idade média das empresas insolventes se cifrou nos 16,3 anos, face aos 13,4 anos que registava, em média, o tecido empresarial do distrito em Dezembro de 2013.

Ainda assim, é de notar que o número de nascimentos de empresas registado no distrito em 2013 foi o maior dos últimos cinco anos. Desde 2009, Leiria assistiu ao nascimento de 6.786 empresas, à insolvência de 1.235 e à dissolução de 3.118.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.