Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Grupo Lena concluiu primeiras casas na Venezuela

O Grupo Lena concluiu a construção dos primeiros 840 apartamentos na Venezuela, que fazem parte do plano de apoio social que o Estado venezuelano está a levar a cabo, através da “Gran Misión Vivienda Venezuela”, revela a empresa em comunicado.

O Grupo Lena está a executar as primeiras 12.500 casas das 50.000 já protocolizadas num valor superior a 4 mil milhões de dólares. Neste ano, espera-se que a facturação acumulada da empresa no mercado venezuelano atinja os 500 milhões de dólares.

Esta obra, que compreende para além da execução das casas a transferência tecnológica e a capacitação e formação de trabalhadores, estabeleceu um protocolo com a “Gran Misión Saber y Trabajo”, para a concretização desse objectivo.

«Trata-se de um projecto muito importante para o Grupo Lena, mas também para o nosso país, sendo a materialização efectiva da cooperação bilateral que envolve mais de cinquenta parceiros nacionais que o Grupo LENA envolveu directamente neste projecto, gerando, em pouco mais de um ano, e de forma directa, cerca de 150 milhões de euros de exportação. Sentimos grande satisfação por esta contribuição do Grupo Lena para a internacionalização em parceria com efeitos já visíveis na nossa economia», explica o CEO do Grupo Lena, Joaquim Paulo Conceição, citado em comunicado.

Já para Joaquim Barroca Viera Rodrigues, vice-presidente do Grupo Lena, «esta é uma oportunidade única, porque afirma a engenharia portuguesa dando-lhe projecção».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.