Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

NYSE Euronext Lisbon e NERLEI juntas para trazerem PME para o Alternext

A NYSE Euronext Lisbon (Bolsa Portuguesa) assinou, dia 15 de Abril, um protocolo de colaboração e parceria com a NERLEI-Associação Empresarial da Região de Leiria para, em conjunto, trazerem novas empresas para a Bolsa, nomeadamente para o mercado Alternext, dedicado às Pequenas e Médias Empresas (PME).

Com este protocolo, a NYSE Euronext Lisbon identificará empresas associadas à NERLEI que estejam interessadas em recorrer ao mercado de capitais, enquanto a Associação Empresarial da Região de Leiria informará os seus associados sobre a opção de financiamento via Bolsa.

A entrada no mercado Alternext pode ser uma solução para as PME portuguesas que estejam interessadas em aceder de forma simplificada ao mercado de capitais de modo a obter financiamento, diversificar a sua estrutura accionista ou colocar dívida sob a forma titulada. O Alternext foi criado, em Maio 2005, e combina requisitos de admissão adequados às necessidades das PME, assegurando elevados padrões de transparência e proteção ao investidor.

“A Bolsa Portuguesa tem a convicção firme que Portugal e as suas empresas, não podem deixar de equacionar todos os meios disponíveis, para fazer face aos enormes desafios que hoje se colocam. Nesse contexto, o mercado de capitais e, em particular, do mercado de Bolsa, pela sua relevância conjuntural e estrutural, constituem um espaço que está longe de ter esgotado a sua capacidade de disponibilizar às empresas, as soluções de que as mesmas carecem”, afirmou Luís Laginha de Sousa, CEO da NYSE Euronext Lisbon.

“Este protocolo dá suporte formal à cooperação entre a Bolsa e uma entidade que, pela natureza da sua actividade e capacidade, é uma importante interveniente num esforço colectivo de sensibilização e mobilização das empresas, particularmente as PME, de modo a que estas não limitem as suas ambições de desenvolvimento e equacionem outras formas de acederem aos meios que necessitam, como é o caso do mercado de capitais”, adiantou.

“A capitalização e o acesso ao financiamento são sem dúvida um dos maiores constrangimentos que as PME enfrentam”, admite Jorge Santos, presidente da Direção da NERLEI. “Cabe-nos a nós associações apoiá-las na procura de alternativas de financiamento ao crédito bancário. Este protocolo que hoje assinamos é uma das medidas que a NERLEI está a procurar dinamizar junto dos seus associados, no sentido de lhes apresentar novas e boas alternativas.”, afirmou.

Fonte: NYSE Euronext Lisbon

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.