Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Isenção do ISP sobre o gás natural para empresas com práticas ambientalmente sustentáveis

A utilização de gás natural, enquanto combustível industrial, por parte dos operadores exploradores de instalações detentoras de Acordos de Racionalização dos Consumos de Energia (ARCE) passa a estar abrangida pela isenção do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP), revela um comunicado da ADENE – Agência para a Energia.

Este processo será gerido pela Direção-Geral de Energia e pela Autoridade Tributária e Aduaneira, com o apoio da ADENE, dentro das respetivas competências na gestão e operacionalização atribuídas no âmbito do SGCIE – Sistema de Gestão dos Consumos Intensivos de Energia.

Esta é uma medida que pretende premiar as instalações que assumem práticas ambientalmente sustentáveis e que se comprometeram através dos ARCE a cumprir as metas de redução dos consumos de energia, de acordo com os pressupostos do Plano de Racionalização dos Consumos de Energia (PREn).

Para efeitos da obtenção da referida isenção do ISP, os operadores de instalações abrangidas pelo SGCIE (instalações consumidoras intensivas de energia com consumos superiores a 500 tep/ano), ou instalações que o decidam fazer por iniciativa própria, devem proceder ao respetivo registo no portal do SGCIE em www.adene.pt/pt-pt/SubPortais/SGCIE.

Neste site podem também proceder ao pedido de reconhecimento e à pesquisa de técnicos ou entidades habilitados para a realização de auditorias energéticas periódicas e à elaboração de Planos de Racionalização dos Consumos de Energia e dos respetivos Relatórios de Execução e Progresso, bem como à entrega e validação de todos estes documentos.

A Direção-Geral de Energia e Geologia já deu conhecimento à Autoridade Tributária e Aduaneira dos ARCE atualmente existentes e relativos às instalações que consomem gás natural com vista à instrução dos mecanismos de isenção de ISP previstos.

A isenção de ISP já estava definida para instalações detentoras de ARCE utilizadoras de combustíveis industriais como carvão e coque, petróleo, coque de petróleo, fuelóleo e GPL, de acordo com o estabelecido no Decreto-Lei n.º 73/2010 de 21 de junho que aprovou o Código dos Impostos Especiais de Consumo (CIEC).

Fonte: ADENE

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.