Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

NERLEI vai promover Encontros da Diáspora duas vezes por ano

Do encontro informal entre empresários de Leiria e congéneres na diáspora, que a NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria realizou, no passado dia 3 de agosto, saiu a decisão de passar a organizar dois encontros anuais, um no verão e outro na altura do Natal, com duração de um dia, revela a associação em comunicado. Para além do espaço de partilha de experiências que já se verificou nesta edição, haverá também lugar para encontros de negócios e espaço de networking. A sugestão partiu do presidente da Direção da NERLEI, Jorge Santos, e acolheu a concordância dos participantes.

Na abertura da “edição zero” dos Encontros da Diáspora da NERLEI, Jorge Santos referiu que este “é um património e um activo que não estamos a aproveitar convenientemente. Temos grande espaço para caminhar e é isso que pretendemos fazer com esta iniciativa”.

Presente na cerimónia, onde foi várias vezes destacado o seu forte contributo na diáspora, Armando Lopes, empresário com origem em Leiria que emigrou para França há muitos anos e onde se tornou uma referência, destacou o que na sua opinião as empresas devem valorizar para ultrapassar esta crise “que é mundial”: apostar na formação dos trabalhadores; aproveitar as novas tecnologias e investir a longo prazo. O Comendador referiu ainda que esta “ideia (Encontros da Diáspora da NERLEI) é maravilhosa e deve ser alargada”.

José Trovão, empresário natural de Porto de Mós mas que desenvolve atividade em França onde é também administrador da Câmara de Comércio e Indústria Franco-portuguesa (CCIFP) reforçou a importância da comunidade portuguesa neste país: 1,4 milhões de portugueses e luso-descendentes, 1400 autarcas e 45.000 empresas de portugueses ou luso-descendentes que representam 9 mil milhões de euros do PIB francês. O administrador da CCIFP convidou os empresários portugueses presentes a participarem no Salon de lImmobillier Portugais à Paris (entre 14 e 16 de setembro) e no Fórum dos Empresários e Gestores Portugueses e Luso-descendentes de França (14 de setembro), iniciativas organizadas pela CCIFP e que podem ser um bom começo para o reforço de laços económicos.

A representar a Câmara de Comércio e Indústria Hispânico-portuguesa, Umbelino Gonçalves, referiu que neste contexto de crise “são as pessoas que têm de fazer as coisas não o Estado” e, relembrando os 15 milhões de portugueses, 5 milhões dos quais na diáspora, adiantou que a organização destes “deve ser concertada para que os resultados sejam os esperados.”

“Façam-nos apelos e considerem que os portugueses que estão lá fora estão disponíveis para ajudar”. Este foi o repto lançado por José Torrié, Cônsul Honorário de Portugal em Rouen (França), adiantando que “nós nos consulados estamos cada vez mais motivados para ajudar as nossas comunidades”.

A trabalhar desde 1969 em França e com uma empresa de sucesso na área da construção civil, Carlos Matos, confessou que “privilegiamos fornecedores portugueses”. Informando que recentemente contratou obras de vários milhões com empresas portuguesas e algumas da região de Leiria, o empresário mostrou disponibilidade e trabalho para poder acolher muitos mais afirmando que “se cada um de nós tiver ligação com vários empresários portugueses seremos grandes.”

O objetivo dos Encontros da Diáspora da NERLEI passa por potenciar o contacto entre empresários da região de Leiria e empresários naturais desta região mas com residência no estrangeiro, de forma a fomentar o diálogo e as trocas comerciais entre a comunidade empresarial portuguesa, através de um espaço informal para o diálogo entre os participantes, sendo que nas próximas edições será feito um esforço no sentido de contar com a presença de representantes da Diáspora em mais países estrangeiros.

Fonte: NERLEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.