Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

IPL baixa propinas de mestrado em 25%

O Instituto Politécnico de Leiria (IP Leiria) decidiu baixar as propinas dos mestrados até 25%, no âmbito das medidas de apoio destinadas a «garantir o princípio de que nenhum estudante do IP Leiria deixe de continuar estudos por falta de condições económicas», explica em comunicado. Da mesma forma, o IP Leiria deliberou manter o valor das propinas das licenciaturas, que não sofrerão assim qualquer agravamento no ano letivo 2012/2013, mantendo também as atuais condições de pagamento faseado.

«O Politécnico de Leiria tem feito um esforço muito grande no sentido de apoiar os seus estudantes e identificar, sempre que possível, precocemente, as situações de dificuldade para poder evitar estas situações mais extremas de incumprimento», explica Nuno Mangas, presidente do IP Leiria, citado em comunicado.

A política de apoio social dos estudantes do IP Leiria, em conjunto com o esforço das famílias, tem permitido manter as taxas de incumprimento ao mesmo nível do ano anterior. Os Serviços Académicos do IP Leiria identificaram 713 estudantes em situação de incumprimento (dados atualizados a 15 de junho de 2012), 653 no 1.º ciclo e 60 no 2.º ciclo, correspondente a 7,3% dos estudantes inscritos 2011/2012. Existem ainda 504 estudantes com planos de pagamento especiais ativos, o que significa que renegociaram a forma de pagamento das suas propinas, e não estão, por isso, em incumprimento.

Uma das medidas adotadas num contexto de carência dos estudantes é o Fundo de Apoio Social ao Estudante (FASE), formalizado em 22 de dezembro de 2011, ao qual recorreram já 266 estudantes, um número «com tendência crescente, tendo em conta o atual contexto», explica a instituição de ensino.

De acordo com os valores do ano anterior e da projeção para este ano, dada pelos meses de janeiro a abril, estima-se que este fundo possa atingir os 110.000 € a 115.000 €, ou seja, cerca de 1% das propinas.

O IP Leiria prevê no seu regulamento o pagamento faseado de propinas, que visa facilitar o pagamento aos estudantes de uma forma geral. No entanto, com o agravamento da crise económica, e verificando-se que existem grandes dificuldades por parte de alguns estudantes em cumprir o plano estabelecido, existe a possibilidade de reformular este plano, adequando às reais capacidades de financiamento do estudante, que é o caso dos atuais 504 estudantes com planos de pagamento especiais.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.