Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Mohave acredita que subsolo de Alcobaça possui reservatórios de gás

A Mohave Oil and Gas Corporation acredita que o subsolo de Alcobaça «poderá revelar reservatórios com volumes potenciais de gás na ordem dos 5 a 6 milhões de metros cúbicos», revelou Rui Vieira, geólogo da empresa, numa reunião pública onde foram explicadas à população as pretensões da empresa.

Segundo o geólogo, a confirmarem-se as expectativas, em causa está a produção de «dois milhões de metros cúbicos de gás por dia, durante cerca de oito a dez anos».

Durante a reunião, a empresa assegurou que os trabalhos não envolvem qualquer perigo para as habitações próximas do furo, o que foi confirmado pelos responsáveis da Direcção-Geral de Energia e Geologia, ali presentes.

Recorde-se que a empresa pediu à Câmara Municipal de Alcobaça autorização para efectuar um furo de prospecção no perímetro urbano da cidade, a 700 metros do Mosteiro. A autarquia vai pronunciar-se sobre o assunto na próxima semana.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.