Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Leiria precisa de aproximar empresas, institutos e universidades

A região de Leiria precisa de agilizar e acelerar os processos de licenciamento, identificar as empresas que se podem internacionalizar, e aproximar e potenciar a ligação entre as empresas, institutos e universidades, tendo em vista a obtenção de resultados práticos resultantes dos processos de investigação.

Estão são algumas das conclusões que saíram do 1º Fórum Leiria Região de Excelência, que decorreu no dia 26 de março, onde foi ainda identificada a necessidade de «concretizar uma agenda conjunta que promova a capacidade estratégica da região, nomeadamente o empreendedorismo e a atração de quadros qualificados», bem como «potenciar sinergias entre o Instituto Politécnico de Leiria, as autarquias e as empresas», revela a NERLEI em comunicado.

A identificação de prioridades, a discussão de alguns caminhos a seguir e o assumir de compromissos que conduzam a região à excelência, marcaram o evento, onde foram apresentadas as 39 prioridades identificadas pela equipa responsável pelo Fórum, resultado de uma consulta a entidades regionais de diversas áreas, realizada antes do fórum.

As 39 prioridades foram agrupadas em quatro eixos – atividades, governância, território e pessoas – em torno dos quais se centrou o debate.

Empresários, ambientalistas, autarcas, deputados e responsáveis ligados ao ensino foram questionados pelo moderador do debate que, apontando algumas das fragilidades e constrangimentos existentes na região, desafiou estes atores do desenvolvimento regional a proporem medidas e ações conducentes à melhoria desses aspetos.

Segundo a NERLEI, pretende-se, tendo como base as conclusões deste 1º Fórum, identificar os aspetos a que se deve dar prioridade e desenvolver um plano de ação que envolva e comprometa todas as entidades. Foi ainda decidido que, além da realização semestral do Fórum, serão promovidas sessões sectoriais dentro de cada um dos quatro eixos identificados, com vista a clarificar e aprofundar algumas temáticas.

Este fórum tem como objetivo a definição de uma estratégia para a região, e a organização e desenvolvimento de ações concretas e a monitorização da sua execução. Insere-se no projeto Leiria Região de Excelência, uma iniciativa conjunta da ADLEI (Associação de Desenvolvimento de Leiria), CIMPL (Comunidade Intermunicipal do Pinhal Litoral), IPL e NERLEI.

Apresentado Observatório para o Desenvolvimento Estratégico da Região de Leiria

Durante este 1º Fórum foi ainda apresentado o Observatório para o Desenvolvimento Estratégico da Região de Leiria (ODERL), projeto que está a ser desenvolvido pela NERLEI (Associação Empresarial da Região de Leiria) e pelo IPL (Instituto Politécnico de Leiria). Trata-se de um instrumento que ficará disponível ao público em breve e que permitirá perceber o posicionamento da região, em termos absolutos e em termos relativos, e definir objetivos a atingir ao nível dos indicadores considerados de intervenção prioritária.

Fonte: NERLEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.