Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

CENCAL liga forno de fusão de vidro nas instalações da Marinha Grande

Durante os meses de Fevereiro e Março o CENCAL – Centro de Formação Profissional da Indústria Cerâmica, terá em funcionamento o forno de fusão de vidro para realizar vários cursos destinados a vidreiros profissionais e a alunos dos cursos superiores da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha ESAD.CR), e da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. O objectivo passa por desenvolver competências nesta área industrial e criativa, revela em comunicado.

Os alunos de ambas as escolas permanecerão na Marinha Grande durante vários dias para seguirem as formações de técnicas de fusão de vidro (Fusing, Kiln Casting e Pâte de Verre) e técnicas de vidro soprado com e sem molde. Os vidreiros terão ainda formação de técnicas de produção pelo método de Incalmo e Cane.

No caso da ESAD.CR os alunos provêm maioritariamente dos vários anos do curso de Design Cerâmico e Vidro, sendo a formação ministrada em função do seu percurso escolar. No caso da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, os alunos provêm maioritariamente de cursos das artes plásticas.

«São algumas dezenas de alunos das escolas superiores de Porto e das Caldas da Rainha que poderão contactar durante um período de duas semanas cada com as técnicas que dificilmente poderiam dispor nas suas instalações escolares e que lhes darão competências para realizar novos projectos num material de grande valia artística e cultural», explica o CENCAL.

Estas acções serão concentradas temporalmente para optimizar os gastos energéticos, uma vez que durante o período em que decorrem as acções o forno não pode ser desligado.

O CENCAL pretende, regularmente e dentro dos objectivos de formação que lhe estão atribuídos, criar as condições para a realização destes cursos com vista ao desenvolvimento de competência na área da indústria vidreira, especialmente para produções de alto valor acrescentado e de criação artística com impacto no mercado.

Outras acções de formação na Marinha Grande

Vão também ser realizados três Percursos Modulares de Produção Automática de Artigos em Vidro, destinado à qualificação de desempregados com o objectivo de contribuir para a constituição de uma bolsa de operadores qualificados que possam vir a dar resposta a necessidades de recursos humanos por parte das empresas da zona.

O CENCAL lembra ainda «todo um trabalho de aproximação às empresas do sector do vidro que foi (e continua a ser) realizado no sentido de contextualizar a intervenção do CENCAL na Marinha Grande e de sensibilizar essas empresas para a disponibilidade deste Centro de Formação para dar continuidade à formação técnica na área do Vidro e para a oferta de serviços que possam ir ao encontro das expectativas e necessidades destes novos clientes».

Neste âmbito, o CENCAL está a dar continuidade a um processo de estruturação de um novo perfil de formação de Técnico de Vidro, em estreita articulação com algumas das principais empresas do sector, em particular da garrafaria.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.