Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Grupo Lena anuncia fusão na subholding de engenharia e construção

O Grupo Lena vai concentrar numa só empresa, através de uma operação de fusão, a atividade que tem vindo a ser desenvolvida pelas empresas Lena Engenharia e Construções, S.A; Civilena – Obras de Arte e Empreendimentos Gerais, S.A; Lena Construções Atlântico, S.A. e Lena Engenharia e Construções (Madeira), S.A., revela em comunicado. A operação de fusão insere-se no «processo de reestruturação e reorganização interna», que o Grupo tem vindo a levar a cabo na sua subholding de Engenharia e Construção.

No âmbito deste processo de fusão, as empresas Civilena (que registou um volume de negócios em 2011 de 16 milhões de Euros), a Lena Construções Atlântico (com um volume de negócios de 24, 5 milhões de euros) e a Lena Engenharia e Construções Madeira, (com facturação global de 3, 5 milhões de euros), serão incorporadas na empresa Lena Engenharia e Construções, S.A, representando um volume de negócios total agregado de cerca de 350 milhões de euros.

«Com este passo, o Grupo Lena continua a implementação do seu plano de reestruturação, reforçando este sector com as sinergias, competências e dimensão crítica necessárias para alcançar as metas do seu plano de negócios em Portugal e nos mercados internacionais onde opera», adianta o documento.

O comunicado relembra ainda que a área de construções do Grupo Lena tem contratualizada uma carteira de obras superior a 3 mil milhões de euros, fundamentalmente em mercados internacionais como a Venezuela, Angola, Brasil, Grande Magreb e Europa do Leste.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.