Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Leirisport extinta em 2012

A Leirisport, empresa municipal que gere o estádio e outras infra-estruturas desportivas, vai ser extinta em 2012, revelou Raul Castro, presidente da autarquia, terça-feira.

“O Governo já anunciou que o caminho é a extinção para as empresas municipais que sejam extremamente dependentes da autarquia e que apresentem resultados negativos acumulados, como é o caso da Leirisport”, explicou Raul Castro.

O autarca diz que o futuro dos 107 funcionários que trabalham na Leirisport é um assunto ainda “a estudar” nos primeiros meses de 2012, admitindo que possa surgir no próximo ano legislação que “possa alterar os quadros da Câmara”.

As declarações do presidente da Câmara de Leiria foram realizadas no final de uma reunião em que foi aprovado o orçamento para 2012, que contempla um corte de 13,1 milhões de euros em relação ao ano passado.

O documento já admitia a extinção da empresa e nele constava ainda a alienação do topo Norte do estádio de Leiria, cujo dinheiro – 24 milhões de euros – deveria reverter para a autarquia.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.