Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

João Talone: banca portuguesa toda nacionalizada em 2 anos

João Talone afirmou hoje em Lisboa que dentro de dois a três anos os bancos portugueses deverão estar «todos nacionalizados», o que classifica de «altamente perigoso», nomeadamente «para as poupanças dos particulares».

O ‘partner’ da Magnum Capital, que falava na conferência da Associação Portuguesa de Seguradores (APS) com o tema «As Seguradoras e o Desafio da Poupança, disse que »daqui a dois ou três anos, a banca está toda nacionalizada«, acrescentando que, como cidadão, achar que »é um risco enorme porque o Estado, que é um mau gestor e mau aforrador desbaratou as nossas contribuições, e agora vai gerir diretamente os bancos«.

Para João Talone, a questão da poupança nos próximos anos é fundamental, mas alertou que os capitais criados »vão ser absorvidos onde melhor remunerados«, explicando que o Governo tem de tomar medidas para que as poupanças que estão agora a ser criadas pela via da austeridade »não vão para o exterior«.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.