Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Jardim admite que dívida da Madeira deve rondar os 5.000 M€

O líder do PSD-Madeira, Alberto João Jardim, admitiu hoje que a dívida da região deverá situar-se nos cinco mil milhões de euros, um montante idêntico ao passivo do Metro do Porto.

Numa entrevista à RTP-Madeira, o cabeça de lista do PSD às eleições legislativas de 09 de outubro anunciou que o secretário regional do Plano e Finanças vai apresentar nos próximos dias «isso tudo, onde o dinheiro foi gasto».

Admitiu estar disponível, num cenário hipotético de perder a maioria nas eleições, a fazer coligação com o CDS na região. «O CDS seria o parceiro ideal até para ficarmos conjugados, mas está a pôr aqui uma conjuntura que não me passa pela cabeça», disse. O líder madeirense acrescentou que «se fosse preciso fazer coligação, o CDS facilitava até a vida da Madeira, até porque havia uma comunhão mais forte de interesses e deixava de haver estas histórias do senhor Portas lá ser aliado do PSD e aqui ser adversário do Alberto João».

Mais uma vez, Jardim rejeitou que tenha ocultado dados sobre a situação da Madeira às entidades competentes e salientou «compreender» a opção do primeiro-ministro de não vir à Madeira fazer campanha eleitoral.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.