Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

ADLEI mostra-se preocupada com situação do Turismo Leiria/Fátima

«Muitos dos problemas que as organizações do turismo regional hoje enfrentam resultam não apenas dos cortes sucessivos das transferências contratualizadas com o Poder Central, através do Instituto do Turismo Nacional, mas essencialmente de uma reforma do turismo nacional que impôs, entre outros aspectos, um modelo de financiamento dependente e arbitrário».

É assim que a direcção da ADLEI expõe a sua preocupação face à situação de «prolongada crise, particularmente financeira», da Entidade Regional de Turismo Leiria -Fátima e às «crescentes dificuldades que tem vindo a enfrentar para cumprir as suas funções de defesa e promoção do turismo da nossa região».

No caso do Pólo Leiria-Fátima, o modelo de financiamento traduziu-se «numa redução drástica dos seus meios financeiros e no esvaziamento da sua autonomia, competências e capacidade de intervenção. Um modelo que é necessário questionar, independentemente de qualquer novo ordenamento territorial da organização regional de turismo», adianta a associação.

A direcção da ADLEI considera «inaceitável» o «arrastamento no cumprimento dos compromissos assumidos por parte da Administração Central para com o turismo regional, agravando todos os problemas», e lembra o «peso no contexto nacional da Região de Turismo Leiria-Fátima, nomeadamente pelo lugar cimeiro que ocupava no ranking das Regiões no que diz respeito a dormidas turísticas e que a reforma do turismo nacional secundarizou».

A associação apela à «imperiosa necessidade de se promover um fórum de reflexão envolvendo particularmente todos os agentes públicos e privados com responsabilidades no sector com vista a dar uma resposta concertada e apontar os caminhos para a superação dos problemas do turismo regional», e disponibiliza-se para dar a sua contribuição para esse debate.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.