Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal regista excedente comercial com o Brasil em Junho

Portugal registou em Junho e pela primeira vez este ano um saldo comercial positivo nas relações com o Brasil, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) brasileiro. O azeite foi o principal produto exportado por Portugal para o Brasil, seguido do bacalhau.

Em Junho, Portugal exportou o equivalente a 55 milhões de dólares para o Brasil. Já as importações totalizaram 54 milhões de dólares. Com isso, a balança comercial ficou positiva em 1 milhão de dólares para Portugal.

O resultado deve-se, sobretudo, a uma redução brusca na venda de produtos brasileiros para Portugal. As exportações brasileiras caíram 82,5% em comparação com Maio e 60,9% em relação a Junho do ano passado.

A entrada de produtos portugueses no Brasil aumentou, mais em proporção menor na comparação em série. As vendas tiveram em Junho uma subida de 1,18% em relação ao mês anterior. Na comparação homóloga, houve um aumento de mais de 100%.

O arrefecimento da economia portuguesa e a valorização da moeda brasileira, o real, em relação ao euro e ao dólar ajudam a explicar os resultados da balança comercial.

No entanto, no acumulado dos seis primeiros meses de 2011, a balança comercial bilateral continua com saldo positivo para o Brasil, de 607 milhões de dólares.

De Janeiro a Junho, as importações de produtos portugueses pelo Brasil somaram 361 milhões de dólares, e as vendas para Portugal alcançaram 968 milhões de dólares.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.