Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Falta a Portugal «visão» para atacar problemas estruturais

Na sociedade portuguesa «não existe consenso nem uma visão concreta» quanto as medidas a implementar para atacar os problemas estruturais do país, para além da política de austeridade imposta pelo exterior, critica o eurodeputado Daniel Cohn-Bendit.

Em entrevista à Agência Lusa, Cohn-Bendit, figura emblemática das revoltas estudantis de Maio de 68 e atual líder da bancada verde no Parlamento Europeu, afirma que Portugal não será capaz de dar à volta a atual situação se seguir uma política que apenas preconiza a austeridade, e sem que a sua necessidade seja percebida e aceite pelos portugueses.

«Penso que não existe consenso na sociedade portuguesa quanto aos passos que devem ser tomados, nem uma visão concreta sobre que tipo de medidas para além de uma política de austeridade e de reforma. Uma política que, no fundo, defina apenas as medidas de austeridade como o objetivo não tem qualquer perspetiva de futuro», alertou.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.