Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Umbelino Monteiro obtém certificação de qualidade e ambiente

A Umbelino Monteiro, empresa produtora de telhas cerâmicas, sedeada em Pombal, obteve a certificação no âmbito do Sistema de Gestão Integrado Qualidade e Ambiente, pelo Certif. A distinção recebida é inédita entre as empresas que operam no sector nacional da produção de telhas e coberturas, revela a empresa em comunicado.

No conjunto das iniciativas “amigas do ambiente” e inseridas no contexto produtivo, destacam-se a reciclagem de 90% dos resíduos sólidos produzidos, a reutilização a 100% de águas residuais usadas no processo de fabrico, a redução de consumo energético e a inserção de materiais recicláveis no processo de fabrico.

A estas medidas acrescem outras para a efectiva redução da pegada ambiental da empresa, nomeadamente o controlo do ruído ambiental como factor de redução da poluição sonora; o reaproveitamento térmico do calor libertado para aquecimento dos escritórios e balneários, e a disponibilização de meios para recolha de resíduos.

Para prevenir situações de gravidade extrema, a Umbelino Monteiro tem ainda implementado um Plano de Emergência Interno que garante a actuação em caso de perda de controlo e derrame de substâncias perigosas, tóxicas e contaminantes, no solo, ou na água.

«A economia e a produção em massa são realidades inegáveis do mundo contemporâneo, mas a actividade industrial deve assegurar a sua continuidade através do respeito ecológico e social, sob pena de não haver mundo no qual coexistir e prosperar. Por isso, a nossa atitude não é demagogia: é um processo industrial verde, com ganhos efectivos transversais para o consumidor e para a sociedade em geral», explica a empresa em comunicado.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.