Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Lena Automóveis lucra 1,6 milhões de euros

A Lena Automóveis, sub-holding do Grupo Lena, apresentou em 2010 os melhores resultados desde que foi criada em 1998. O conjunto destas empresas que formam aquela sub-holding cresceu, em 2010, 37% no volume de negócios face ao período homólogo, ficando próximo dos 60 milhões de euros. O EBITDA consolidado, por seu lado, atingiu 8,06 milhões de euros e o resultado líquido consolidado 1,6 milhões de euros, revela a empresa em comunicado.

Na venda de viaturas novas, a Lena Automóveis cresceu 81% face a 2009, registando a venda de 2.310 viaturas, o que compara com um crescimento do mercado na ordem dos 35%. Nas viaturas usadas registaram-se cerca de mil vendas e foram comercializados 6,3 milhões de euros em peças.

Em 2011, a Lena Automóveis deverá consolidar a sua actividade, com um crescimento previsto do volume de negócios de cerca de 3%, onde o principal enfoque deverá ser o pós-venda. Este ano será ainda marcado pela abertura de novas instalações nas Caldas da Rainha, previsto para Maio, com as concessões Peugeot, Kia e Ford (Filipe Santos Silva e Lizdrive).

A Lena Automóveis é, actualmente, composta por um conjunto de sete empresas (LPM, Servilena, Filipe Santos Silva, Lizdrive, Lenaparts, Rentlei e TEC) que operam desde a venda de viaturas novas e usadas, manutenção e venda de peças, com representação das marcas Peugeot, Opel, Ford, Volvo, Kia e Isuzu, contando-se ainda o aluguer de viaturas de curta ou longa duração; e manutenção multimarca. A Lena Automóveis actua em toda a zona centro do país, nomeadamente nos distritos de Leiria e de Santarém, posicionando-se também em Angola.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.