Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

ANMP: autarquias «nada têm a ver» com endividamento do país

O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) pediu para que as autarquias sejam ouvidas pelos negociadores da troika que está a avaliar as contas públicas, recusando responsabilidade dos municípios no atual endividamento do país.

Em declarações à agência Lusa, Fernando Ruas explicou que a carta que enviou à troika detalha que a ANMP está disponível para explicar o ponto de vista das autarquias porque, «ao contrário de outros», os municípios «não andaram a dormir» e «nada tiveram a ver com a situação incrível a que o país chegou».

«Nós, que até passámos com um superavit, que até damos respostas sociais – havendo quem diga que o único apoio que tem é o das autarquias – ainda corremos o risco de ter menos meios, mais cortes financeiros porque outros andaram a dormir, a brincar com isto», disse Ruas, que é também presidente da câmara de Viseu, eleito pelo PSD.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.