Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Economia da China pode suplantar a dos EUA em 2030

A China poderá tornar-se na maior economia mundial em 2030, ultrapassando os Estados Unidos, se mantiver um crescimento anual médio de 8 por cento durante os próximos vinte anos, disse o economista-chefe do Banco Mundial (BM), Justin Lin.

A previsão foi anunciada em Hong Kong durante um fórum sobre o desenvolvimento económico da China, organizado pela Universidade de Ciência e Tecnologia daquela Região Administrativa Especial.

A China ultrapassou o Japão em 2010 e “em 2030, poderá tornar-se a maior economia do mundo”, à frente dos Estados Unidos, disse Justin Lin, o primeiro economista chinês a ascender a um posto de liderança no Banco Mundial, há três anos.

Até 2015, o governo chinês preconizou um crescimento anual médio de 7 por cento, mas, segundo a agência noticiosa oficial chinesa, Lin considera que a China “tem potencial para mais duas décadas com um crescimento anual de oito por cento”.

“A China tem de continuar a crescer. Há desafios mas também há oportunidades”, disse Justin Lin.

Há apenas uma década, a China era a sétima economia do mundo, atrás de Itália, França, Reino Unido, Alemanha, Japão e Estados Unidos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.