Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Conheça as medidas de austeridade até 2013

O ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, apresentou hoje um novo pacote de medidas de austeridade com reforço das medidas ainda este ano, e novas a aplicar para assegurar as metas do défice de 3% em 2012 e 2% em 2013. As medidas apontadas pretendem atingir uma poupança adicional de 0,8% do PIB este ano, de 2,5% em 2012 e 1,2% em 2013.

Reforço das medidas para 2011:

– Saúde: Poupanças adicionais com custos administrativos e operacionais.

– Sector Empresarial do Estado (SEE): Reduções adicionais de custos e apresentação de tectos máximos de despesa ao nível de cada empresa até final de Março.

– Transferências para outros subsectores da Administração: Redução adicional em 10% com despesas operacionais e custos administrativos de Serviços e Fundos Autónomos (SFA) e redução adicional de transferências para outros sectores.

– Benefícios e contribuições sociais: redução adicional da despesa com prestações sociais e aumento das contribuições sociais, através do reforço da inspecção e da contribuição de estagiários.

– Despesas e receitas de capital: redução adicional através da recalendarização de projectos (Ex: infra-estruturas rodoviárias e escolas) e aumento de receitas através de mais concessões e alienação de imóveis.

Medidas para 2012 e 2013:

Na despesa:

– Congelamento do IAS e suspensão da aplicação das regras de indexação de pensões.

– Contribuição especial aplicável a todas as pensões (com impactos semelhantes à redução dos salários da administração pública).

– Redução de custos com medicamentos e subsistemas públicos de saúde, aprofundamento da racionalização da rede escolar, aumento da eficiência no aprovisionamento e outras medidas de controlo de custos operacionais na administração pública.

– Redução da despesa com benefícios sociais de natureza não contributiva.

– Redução de custos no SEE e SFA: revisão das indemnizações compensatórias, dos planos de investimento e custos operacionais.

– Redução das transferências para autarquias e regiões autónomas.

– Redução da despesa de capital

Na receita:

– Revisão e limitação dos benefícios e deduções fiscais, designadamente em sede de IRS e IRC.

– Racionalização das taxas do IVA.

– Actualização dos impostos específicos sobre o consumo.

– Conclusão da convergência no regime de IRS de pensões e rendimentos do trabalho.

– Combate à informalidade e evasão fiscal: controlo de facturas e cruzamento de declarações de volume com pagamentos automáticos.

Consulte aqui a actualização do PEC

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.