Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Salvador Caetano produz 1º autocarro elétrico português

O primeiro autocarro elétrico português, um investimento de quatro milhões de euros da Salvador Caetano, sai hoje da linha de produção, iniciando uma fase de testes para em abril estar nas ruas de Gaia a transportar passageiros.

A saída do primeiro autocarro elétrico nacional 100 por cento elétrico da fábrica da CaetanoBus, empresa da Salvador Caetano, cerimónia que contará com a presença do primeiro ministro, José Sócrates, assinala uma nova aposta do grupo português em nichos de mercado, que se junta aos autocarros Cobus que circulam nos aeroportos de quase todo o mundo.

O autocarro elétrico, vocacionado para o transporte nos centros das cidades, aeroportos e grandes superfícies, vai chegar ao mercado a custar cerca de 500 mil euros com as baterias incluídas, um valor que, de acordo com o construtor, «pode ter uma redução com o desenvolvimento do processo de fabrico».

A Câmara de Gaia vai receber, na primeira semana de Abril, o primeiro autocarro eléctrico por um período de três meses, uma fase em que o veículo será monitorizado por técnicos da empresa subsidiária do grupo Salvador Caetano e da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Ainda em Abril, de acordo com a empresa, um segundo autocarro eléctrico estará concluído com destino à cidade alemã de Offenbach, existindo já mais duas encomendas para as cidades de Frankfurt e Wiesbaden. “Há muito interesse”, disse, em entrevista à Lusa, José Ramos sobre a receptividade ao novo projecto da empresa fabricante de autocarros, reconhecida internacionalmente pelos autocarros de aeroporto Cobus.

Este ano, os planos do consórcio, constituído pela CaetanoBus e pela Efacec, prevêem a produção de 10 a 20 autocarros e, em 2012, aumentar a produção “predominantemente para exportação” para 50 autocarros, que dará emprego directo a 60 pessoas.

“A necessidade crescente de veículos não poluentes, principalmente nos centros urbanos” é a principal razão para a Salvador Caetano voltar a apostar nos veículos eléctricos. A empresa já tinha feito uma primeira experiência, nos anos 90, em que uma encomenda de oito autocarros de aeroporto para o mercado alemão não ter tido sucesso “devido à fraca fiabilidade que as baterias tinham nessa altura”.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.