Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

China poderá comprar mais dívida portuguesa, diz imprensa

A China poderá aumentar a sua carteira de títulos do Tesouro de Portugal e de outras nações europeias, admitiu hoje o jornal China Daily a propósito da redução do montante da divida norte-americana detido pelo país.

“A China prometeu comprar 6.000 milhões de euros de títulos do Tesouro espanhol e manifestou interesse em comprar dívida portuguesa e grega”, escreve o jornal, sem precisar outros montantes.

Em dezembro passado, pelo segundo mês consecutivo, a carteira chinesa de títulos do Tesouro norte-americano diminuiu 0,4 por cento, para 892.000 milhões de dólares, menos 3.600 milhões de dólares do que em novembro, anunciou hoje a imprensa oficial.

A redução confirma o interesse de Pequim em “diversificar” a aplicação das enormes reservas chinesas em divisas, mas a China continua a ser o maior detentor da dóvida norte-americana, seguida do Japão.

Um vice-governador do Banco Central, Yi Gang, citado hoje pelo China Daily considerou que “a curto prazo, as outras opções de compra de dívidas (soberanas) não conseguem competir com a força e a segurança da dívida dos Estados Unidos”.

As reservas da China, as maiores do mundo, aumentaram 18,7 por cento em 2010, para 2,85 biliões de dólares (2,2 biliões de euros), anunciou o Banco Central chinês em janeiro passado.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.