Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Associados da ViniPortugal questionam verba atribuída à CAP

Alguns associados da ViniPortugal querem reunir com urgência com a direção para clarificar a polémica à volta da verba de 1,5 milhões de euros atribuída pela associação ao Concurso Nacional de Vinhos, organizado pela Confederação de Agricultores de Portugal (CAP).

O presidente da ViniPortugal, Francisco Borba, que recentemente pediu a demissão, recusa-se a comentar o tema alegando que não fala sobre a «vida interna» da associação. Quer ele, quer outros associados recusam esclarecer se o subsídio de 1,5 milhões se mantém, uma vez que a CAP, entretanto, decidiu candidatar-se à organização do evento de forma autónoma.

O orçamento da ViniPortugal para 2011, aprovado com um voto contra, é de 12 milhões de euros e é financiado por uma parte da verba, variável, que o Instituto da Vinha e do Vinho cobra aos produtores pela certificação dos seus vinhos, aguardentes e vinagres. Os 1,5 milhões foram destinados a apoiar o Concurso Nacional de Vinhos, um evento que foi apresentado a 9 de fevereiro e que será promovido pelo Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), que tem como acionista maioritário a CAP.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.