Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Barclays lança prémio para empresas que se destacam na internacionalização

Célia Marques

O Prémio Barclays Líderes da Internacionalização, cujas candidaturas estão abertas até ao dia 30 de Abril, dirige-se a PME com facturação entre os 5 e os 50 milhões de euros e tem como objectivo promover e distinguir as empresas portuguesas que mais se destacam na internacionalização, via exportações, investimentos no exterior, ou outras actividades relevantes neste âmbito.

A explicação foi dada hoje por Luís Mira de Oliveira, director coordenador do Barclays Bank Portugal, na NERLEI, a associação empresarial que se posiciona como «parceiro institucional da iniciativa», revelou Jorge Santos, da Direcção da NERLEI, também presente na apresentação do prémio à comunicação social.

O prémio dirige-se a todas as PME com capital privado e maioritariamente português, com facturação entre os 5 e os 50 milhões de euros, que demonstrem actividade internacional significativa, podendo também concorrer empresas que integrem grupos económicos com volume de negócios total superior a 5 milhões de euros, e/ou que exportem mais de 2,5 milhões de euros, sendo que as exportações devem representar um valor superior a 50% do volume de negócios.

As candidaturas devem ser feitas através do site do banco, em http://www.barclays.pt/premiobarclays/, onde as empresas de devem identificar, apresentar e explicar a sua vertente internacional.

A análise das candidaturas estará a cargo de um júri composto por Filipe de Botton (Logoplaste), Vítor Bento (economista), Rui Moreira (Associação Comercial do Porto), João Coutinho (Barclays) e Pedro Guerreiro (Jornal de Negócios), que será responsável pela elaboração de uma short list de 10 a 50 empresas finalistas, de onde sairá a empresa vencedora.

Segundo Luís Mira de Oliveira, não existem critérios objectivos de avaliação, mas um conjunto de resultados reveladores do projecto que mais «valor acrescente numa óptica de internacionalização».

A entrega de prémios está agendada para dia 16 de Junho, na cidade do Porto, numa cerimónia que contará com as empresas finalistas.

A empresa vencedora ganha um pacote de serviços de apoio à internacionalização, fornecidos pelo leque de parceiros do concurso, onde se contam nomes como Baker Tilly (empresa de consultoria fiscal), Ogilvy Action (empresa de trade marketing e marketing promocional) e a PLMJ (sociedade de advogados). O prémio inclui ainda um MBA da EGE – Escola de Gestão Empresarial, a escola de negócios constituída pela Universidade Católica Portuguesa e pela Associação Empresarial de Portugal.

O Barclays, por seu lado, para além de promotor do concurso, a repetir anualmente, estará disponível como «banco de apoio», revelou Luís Mira de Oliveira, lembrando a presença do banco em mais de 50 países, e em «mercados de internacionalização não convencionais, mas que começam a ser tidos em conta», como África de origem anglo-saxónica, ou a Índia, e onde «não estão os bancos portugueses».

Conferência a 2 de Fevereiro no Hotel Villa Batalha

No próximo dia 2 de Fevereiro, o Barclays vai promover no Hotel Villa Batalha uma conferência sobre internacionalização, dirigida a empresas clientes e não clientes, da região Centro, e que terá como orador Rui Moreira, presidente da Associação Comercial do Porto.

Segundo Luís Mira de Oliveira, «o distrito de Leiria é uma região muito dinâmica, e com um tecido empresarial que tem dado provas, com uma capacidade de crescer e diversificar notável», o que se reflecte nos «muito bons resultados», registados no Centro de Empresas de Leiria do Barclays, que trabalha com 250 empresas da região.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.