Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal recebe 1º carro elétrico da Mitsubishi na Europa

A Mitsubishi Motors lançou hoje em Portugal o primeiro carro elétrico, o i-MiEV, sendo o primeiro país europeu a receber um automóvel deste tipo, anunciou a marca japonesa.

A Mitsubishi anunciou que Portugal, «que foi selecionado como um dos mercados prioritários para o lançamento do i-MiEV, é o primeiro país na Europa a iniciar a sua comercialização, um ano depois de o veículo elétrico da Mitsubishi ter sido lançado no Japão».

O novo carro vai, segundo a marca japonesa, responder «a todas exigências do tráfego pendular nos grandes centros urbanos», já que é um veículo citadino de quatro lugares «com uma autonomia de 150 quilómetros, zero emissões de CO2 e baixo nível de ruído».

Segundo o comunicado, a Mitsubishi “foi o primeiro construtor automóvel no mundo a iniciar, em Junho de 2009, a produção em série de um veículo eléctrico”.

Para a empresa, até Março do próximo ano, a Mitsubishi “terá produzido 11 mil unidades do i-MiEV e, a partir de 2012 a produção do i-MiEV será superior às 40 mil unidades por ano”.

O novo carro eléctrico pode ser carregado numa tomada doméstica, demorando cerca de seis horas, mas o condutor pode optar por um carregamento rápido nos vários postos de electricidade para o efeito, demorando, neste caso, 30 minutos.

O preço do novo i-MiEV varia entre os 29.680 euros, incluindo o incentivo fiscal do Estado, e os 34.680 euros, sem incentivo. A marca japonesa diz ainda que o carregamento da bateria em horário nocturno e tarifa bi-horária custa 1,50 euros com IVA, sendo que cada quilómetro percorrido custa um cêntimo com IVA.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.