Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Microcenter vai construir 25 mil casas low cost em Angola

A Microcenter Construções, empresa de construção civil angolana, apresentou hoje em Luanda o seu projecto de construção de 25 mil casas de baixo custo, integrado no plano do governo de erguer um milhão de habitações em Angola até 2012.

As casas da Microcenter vão ter um custo máximo de 40 mil dólares (30,47 mil euros) graças a um acordo feito entre a empresa e o Estado angolano para que este suporte os custos dos terrenos, permitindo a uma população de rendimentos reduzidos ter acesso a habitação.

O programa de construção de um milhão de casas em Angola até 2012 foi lançado pelo presidente José Eduardo dos Santos em 2008 como forma de minimizar o problema habitacional que o país atravessa.
Com uma população escassa para a dimensão do país, Angola tem, no entanto, um grave problema habitacional devido à aglomeração de milhões de pessoas nos subúrbios das grandes cidades, sendo o caso de Luanda o mais grave, devido à fuga das zonas rurais durante os longos anos de guerra, que durou de 1975 a 2002.

Este programa teve um entrave com a crise económica e financeira mundial que, em 2008 e 2009, com ramificações para este ano, teve um significativo impacto na economia angolana, embora o Governo tenha mantido sempre a garantia de que teria continuidade.

Este projecto da Microcenter Construções, denominado Casa Feliz, é para ser levado a cabo em Luanda, com sete mil casas, Huambo, Huila e Cabinda com três mil cada, Benguela com cinco mil, Zaire e Bié com duas mil cada.

Agostinho Kapaia, administrador da Microcenter, lembrou, durante a apresentação do projecto, que “ainda há quatro anos só se falava em casas de milhões de dólares em Angola e hoje os cidadãos podem aceder a uma habitação condigna por 40 mil dólares”.

Kapaia explicou ainda que a maioria das casas que a Microcenter vai construir estão protocoladas com o Governo, que deverá proceder à sua entrega a famílias que se encontram em zonas de risco ou a necessitar de transferência devido a outros projectos em curso.

A “Casa Feliz” da Microcenter terá uma área útil de 100 metros quadrados em lotes de 40 metros quadrados, com três quartos, duas casas de banho e cozinha, a um preço de 40 mil dólares.

Apesar de ser um valor baixo para os preços normais da habitação em Angola, onde, em Luanda, um apartamento T3 pode chegar a ultrapassar o milhão de dólares, 40 mil continua a ser um preço elevado para a maioria da população do país.

Para ultrapassar este problema, o governo angolano está a criar um programa de incentivo ao crédito pelos bancos comerciais que pode passar pelo crédito bonificado, o que actualmente é considerado um passo difícil, reconhecido pelo Executivo e pelos próprios bancos.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.